15.03.2019  /  9:00

Lívian Aragão fala de sua vida em Los Angeles, se pretende voltar ao Brasil e revela: “quero estar onde fique feliz com o meu trabalho”

Lívian Aragão e sua vida em LA/ créditos: Reprodução Instagram

Lívian Aragão não é mais a menininha de Lilian e Renato Aragão. Seguindo os conselhos paternos, de que a profissão se constrói com muita dedicação e estudo, ela criou asas e voou, mais precisamente para Los Angeles, nos Estados Unidos. Ela está estudando, mas também realizando o sonho de estudar atuação na Stella Adler Academy of Acting. Grande parceira do pai, a carreira de Lívian começou bem cedo. O ano era 1999, ela tinha apenas 8 meses, e já estava no set de filmagem de ‘O Trapalhão e a Luz Azul’. Na infância, participou de algumas temporadas da Turma do Didi. Depois, vieram séries e novelas, também na Rede Globo. “Atuar é a minha paixão, então com certeza quero seguir minha carreira no cinema, teatro, TV, quero estar em um lugar onde fique feliz com o meu trabalho”, conta a atriz, que tem um canal no youtube com 216k inscritos onde mostra um pouco de sua vida e não descarta a possibilidade de continuar morando fora do Brasil caso surjam oportunidades. Glamurama conversou com Lívian e descobriu como ela, que acaba de completar 20 anos, está se virando com questões como arrumar a casa, estudar e se divertir na meca do cinema. Ah, claro, e como faz para matar a saudade de casa.

Glamurama: Você está morando em Los Angeles há quanto tempo? Conte um pouco da sua rotina por aí.
Lívian Aragão: Estou morando aqui desde agosto do ano passado. Minha rotina é bem corrida. Às vezes tenho aula o dia todo até de noite, e outros dias são mais tranquilos, mas, ainda assim, preciso ler muito e continuar estudando. Estou bem focada no meu curso.

G: Como está sendo a experiência de morar sozinha?
L.A: Apesar de sentir falta de casa, está sendo maravilhoso. Tive que aprender a me virar sozinha, mas o fato de eu ser muito organizada me ajuda bastante. Tenho uma agenda para tudo, então consigo otimizar meu tempo entre obrigações e lazer. Mas, na verdade, quase não dá tempo de fazer outras coisas além de estudar. Descobri que gosto muito de cozinhar! Está sendo uma fase muito boa da minha vida, de muito aprendizado pessoal e profissional, não tenho do que reclamar. Vivendo e aprendendo.

G: Qual sua especialidade na cozinha?
L.A: Cozinho de tudo! Mas o que mais gosto de fazer são frutos do mar! Sempre gostei, é simples de cozinhar e dependendo da forma como tempera, muda o gosto e você nunca enjoa. Recentemente aprendi a fazer sushi! É minha comida preferida! Demora um pouco pra cortar o peixe, fazer o arroz… mas é uma delicia! Estou super orgulhosa!

G: Já passou por algum perrengue nessa fase?
L.A: Apesar de estar aqui há algum tempo já, felizmente ainda não passei por nenhum perrengue. Acredito que a parte mais difícil foi a adaptação à nova rotina, manter uma alimentação saudável na correria… mas agora já estou acostumada. É legal ver como o ser humano é capaz de se adaptar às circunstâncias rapidamente.

G: O que você mais gosta de fazer em L.A?
L.A: Gosto muito de explorar as coisas por aqui! Los Angeles tem muita coisa legal, cantinhos interessantes, pontos turísticos… Mesmo quando tenho um tempo para descansar, prefiro gastar conhecendo lugares novos.

G: De quanto em quanto tempo vem para o Brasil matar as saudades?
L.A: Como o curso é bem intenso e tem duração de apenas dois anos, não tenho muito tempo livre para voltar para o Brasil. A única vez que voltei foi para passar as festas de fim de ano com minha família. Então eles vêm muito mais para cá do que eu para o Rio, assim matamos a saudade sempre que dá.

G: Está em seus planos voltar para o Brasil?
L.A: Quando terminar o meu curso pretendo procurar trabalhos tanto aqui quanto no Brasil. Estou aberta e disposta a todas as possibilidades. Onde tiver trabalho, eu vou!!

G: Como é sua relação com seu pai? Ele te aconselha, dá toques, participa da sua formação profissional?
L.A: Ele é meu ídolo e minha inspiração! Apesar de não estar mais morando com ele e o vendo todos os dias, nossa relação é super próxima e eu o amo demais. Sempre nos falamos, por Facetime, mensagem de texto, telefone… ele me apoia em tudo que eu faço, acredita muito nos meus sonhos. Sempre conversando sobre vida profissional e trocamos experiências. E minha mãe também. Os dois sempre me motivam!

G:  Você inclusive já fez filmes e programas com ele… Sempre quis seguir a carreira?
L.A: Desde pequena, sempre acompanhei o trabalho dele, então foi observando que acabei me apaixonando pela profissão. Meu pai sempre disse que não era uma profissão fácil, mas eu já estava apaixonada (risos). Estudei muito para conseguir os papéis, inclusive, este é um conselho do meu pai. Me dedico muito pela minha carreira e meu sucesso profissional.

G: Qual sua atriz e ator favoritos da vida?
L.A: As atrizes são Cate Blanchett e Meryl Streep. Entre os atores gosto muito de Benedict Cumberbatch e JK Simons.