03.08.2020  /  12:39

A cantora Lia Paris faz pit stop na capital francesa e revela seus projetos profissionais na Europa

Lia Paris // Divulgação

O termômetro marcava 40º quando Lia Paris surgiu belíssima para nosso encontro numa tranquila praça do Marais, bairro famoso por ser o hotspot de descolados internacionais. Cantora, compositora, performer são algumas das facetas da inquieta artista multimídia, que, de passagem por Paris, conversou com a gente antes de seguir para Itália.

“Estou em processo de finalização de videoclipes que gravei antes da pandemia, durante minha tour ‘MultiVerso’, em Los Angeles”, revela. ‘MultiVerso’, aliás, apresenta composições que nasceram na estrada mundo a fora durante a turnê ‘Lva Vermelha’. O álbum mantém a abordagem lúdica e surrealista, sem perder a pegada pop característica da artista nômade, além de uma batida eletrônica pulsante e tropical, tendo como base sons inspirados nas florestas brasileiras.

Suas composições abordam temáticas sobre a natureza e a força dos Genius Loci, entidades protetoras dos lugares. Diante do momento que estamos vivendo, ela acredita que “o ser humano necessita urgente tomar consciência da sua responsabilidade para o reequilíbrio do meio ambiente”.

A artista revelou que está produzindo versões acústicas e singles mais eletrônicos, como a canção ‘Mon Aimant’: “Essa será minha primeira música composta em francês”. Enquanto isso, dá para curtir seu mais recente lançamento, o lindo vídeo de “Andaluz”, mais um trabalho independente fruto da parceria com artistas de diferentes vertentes e nacionalidades, em uma intersecção de visões e universos criativos. A concepção do vídeo foi desenhada por Lia em conjunto com o francês P.A Alain e com o italiano Lorenzo Giglio.

Depois de Paris, Lia segue para Itália onde, em 14 de agosto, fará uma apresentação na programação da famosa Ferragosto. “O evento acontece ao ar livre, no jardim do Hotel Beatrice, durante o por do sol com vista para o Castello Carrarese, no vilarejo de Este, que é vizinha de Veneza, na encantadora região de Pádua”, comemora.

Em tempo: No final do ano passado Lia conquistou quatro prêmios internacionais. O videoclipe “Coração Cigano” foi premiado em duas categorias no Los Angeles Brazilian Film Festival, melhor cinematografia e melhor edição; e como melhor videoclipe internacional no London ArtHouse Film Festival, onde foi eleita artista revelação internacional. Très chic! (por Mario Kaneski de Moraes, direto de Paris)