Laura Della Negra || Créditos: Divulgação

Laura Della Negra, fisioterapeuta especialista em assoalho pélvico, fala sobre os benefícios dos exercícios no local

26.01.2020  /  9:00

Laura Della Negra || Créditos: Divulgação

Laura Della Negra, fisioterapeuta especialista em assoalho pélvico, desde 2005, tem ajudado mulheres a encontrarem o eixo e a fortalecer essa importante musculatura, responde três perguntas sobre a atividade física que está na moda e traz diversos benefícios.

POR THAYANA NUNES

O QUE É O ASSOALHO PÉLVICO?
São todos esses músculos que ficam na base da pelve, na parte sexual e na continência de segurar o xixi, o cocô e o pum. É também a musculatura que nos ajuda a nos movimentar de uma forma mais gostosa. Em um certo momento, esses músculos podem ficar enfraquecidos ou tensos, o que provoca problemas como incontinência urinária ou dores na relação sexual.

COMO É SEU TRABALHO?
Ajudar as mulheres a se conhecerem para fortalecer essa musculatura. Precisamos saber onde está o clitóris, a uretra, o ânus, e entender que o assoalho pélvico circunda tudo isso. Depois, é preciso ver se você sabe contrair. De 30% a 40% das mulheres não sabem contrair, porque o objetivo é apertar e sugar para dentro.

POR QUE DEMORAMOS TANTO PARA FALAR SOBRE ASSOALHO PÉLVICO?
Acredito que tudo mudou porque a mulher está mais empoderada. A gente sabe muito mais sobre o nosso corpo. O clitóris, por exemplo, só recentemente tem ganhado mais atenção. Os médicos também não sabiam muito bem o que fazer quando as pacientes chegavam com sintomas de incontinência urinária, muitos achavam até que é normal, que é da idade.