06.06.2016  /  12:46

Laerte volta à TV e solta o verbo: “Temer não é um governo”

TRANSANDO COM LAERTE - ZIRALDO
Nova temporada de “Transando com Laerte” vai ao ar nesta terça-feira ||Crédito:: Divulgação

Quem estava com saudades de Laerte na TV já pode comemorar. A cartunista vai voltar ao ar nesta terça-feira com a nova temporada de seu programa, “Transando com Laerte”, no Canal Brasil. E vem cheia de novidades. Em bate-papo com o Glamurama, ela solta o verbo: fala de vaidade a política e ainda explica por que o presidente interino não pode ser chamado de governo.

Por Denise Meira do Amaral

Glamurama – O que o telespectador vai encontrar na nova temporada de “Transando com Laerte”?

Laerte – Muitíssimas coisas (risos). Mas o principal é que não tem mais um cenário fixo. A gente fez entrevista em vários locais: ou na casa da figura, ou em um local público. Outra coisa, a gente ampliou a geografia. Pelo menos dez entrevistas foram feitas no Rio. E Rafael [Coutinho, seu filho] não está mais participando. Ele ganhou um espaço próprio no Canal Brasil.

Glamurama – Como se dá a escolha dos entrevistados?

Laerte – É um critério bem pessoal. São pessoas próximas e que eu acho que são interessantes. Mas tudo feito em conjunto com a minha produção.

Glamurama – Nesta temporada você surge loira. Como se deu essa transformação?

Laerte – É, mudou alguma coisa, né (risos)? Foi o André Claret [cabeleireiro]. Ele vai ser um dos meus entrevistados nesta temporada. Adoro ele. As más línguas falam que a gente muda loira, mas eu continuo igual. Sou a mesma pessoa. Essa cor ficou muito boa em mim, gostei muito. E não é só a cor que eu mudei. Ele fez um corte novo, você reparou?

Glamurama – Você é vaidosa?

Laerte – Eu? Não. Não acredite nisso (risos).

Glamurama – Você sempre se posiciona de maneira muito clara nas redes sociais, inclusive sobre política. O que representa um governo Temer neste momento para o Brasil?

Laerte – Qualquer coisa menos um governo. Ele é representante de um movimento golpista que conseguiu a derrubada da presidente eleita. Um tipo de coisa que já aconteceu recentemente em outros países da América Latina, como em Honduras e no Paraguai. É um tipo de golpe mais prático, moderno e ainda dispensa o uso do exército. Mas exige uma grana desgraçada. O que rolou de grana para combinar esse golpe está aparecendo só agora… Acho que é um movimento golpista e precisa ser enfrentado. Não dá para fingir que é um governo.

Glamurama – O que achou da repercussão do caso da menina estuprada no Rio? Ainda somos um país extremamente machista?

Laerte – Quanto a essa coisa de machismo, eu chamo de cultura patriarcal. Sim, não é surpresa. Eu sempre soube que o Brasil era assim. O problema é o patamar de brutalidade e sentimento de impunidade que prevalece hoje. A gente ouve um caso desses e fica até indeciso com o que se chocar mais. Se é com o estupro, com o número de pessoas que compactuam, ou com as pessoas que botaram nas redes. É tudo assustador. Parece que estamos em um pesadelo.

Glamurama – Após sua transição de gênero, mudou a forma de enxergar isso?

Laerte – Deve ter alterado, mas não faço essa conta. Sinto que sou a mesma pessoa. Sou a mulher que eu seria, mas são sentimentos internos. Hoje eu me sinto melhor, mais adequada. Mais integrada comigo mesma.

Glamurama – Tem algum projeto novo em vista?

Laerte – Tem, mas é uma história que ainda está fetal. Sei o que eu quero, mas não sei a dimensão. Posso adiantar que vai ser em quadrinhos, no impresso. Não estou querendo me pressionar nem estabelecer datas. Hoje em dia estou apenas anotando coisas, construindo a parte conceitual do trabalho.

 *

O convidado de estreia é Matheus Nachtergaele. Também participam do programa Rogéria, Jean Wyllys, Zélio Alves Pinto e Ciça Alves Pinto, Tulipa Ruiz, André Claret, Xiclet, Paulo Miklos, Ziraldo, Eva Furnari, João W. Nery, Denise Stoklos, Sérgio Gomes, Daniel Galera, Jaguar, Anna Muylaert, Arrigo Barnabé, Rafucko, Letícia Lanz, Benjamin Seroussi, Helena Ignez, Luiz Tatit, Julita Lemgruber, André Fischer, Regina Navarro Lins e Fernanda D’ Umbra.

“Transando com Laerte” vai ao ar às terças, à meia-noite. Glamurama deseja boa sorte!

 

TRANSANDO COM LAERTE - MATHEUS NACHTERGALE
Laerte e Matheus Nachtergaele, seu convidado de estreia || Crédito: Divulgação