20.02.2020  /  10:40

Kylie Jenner é processada por causa do nome comercial de sua filha, Stormi, que já vale milhões

Kylie Jenner || Créditos: Reprodução

Kylie Jenner está na mira de uma fabricante de roupas de New Orleans, nos Estados Unidos, e tudo por causa de sua filha. Glamurama explica: é que a bilionária “self made” mais jovem da história registrou como marca várias versões do nome de Stormi Webster desde antes do nascimento da herdeira, em fevereiro de 2018, e aparentemente uma delas já tinha dono – no caso, a Business Moves Consulting, que tem sede na cidade do estado americano da Louisiana.

Cerca de um mês depois da chegada ao mundo de Stormi, a empresa deu entrada nos trâmites para garantir o direito exclusivo pelo uso comercial da expressão “Stormi Couture”. Essa não é uma das marcas registradas por Jenner e inspiradas em sua filhota, que optou por “Stormi World”. Mas o pessoal da Business Moves Consulting acredita que a similaridade entre as duas pode confundir o consumidor e, por isso, foi à justiça para tentar impedir a caçula do clã Jenner/Kardashian de lucrar com ambas.

A ação já está em curso em um Tribunal de Marcas Registradas dos EUA, e por enquanto ninguém arrisca dizer quem levará a melhor. Mas a Business Moves Consulting tem um histórico de “afrontosa” com relação a vários famosos, inclusive o DJ Khaled, que a processou há dois anos por vender produtos com o nome de seu filho, Asahd Tuck Khaled, sem a devida autorização, dando início a uma disputa judicial que ainda não chegou ao fim. (Por Anderson Antunes)