19.07.2020  /  9:00

Kelly Rowland fala sobre a experiência de trabalhar com Beyoncé: “Não é fácil ficar em segundo plano”

Kelly Rowland e Beyoncé Knowles || Créditos: ReproduçãoDividir os holofotes com a poderosa Beyoncé Knowles não deve ser tarefa fácil, e Kelly Rowland que o diga. Colega da intérprete de “Single Ladies” na icônica banda Destiny’s Child, que atuou entre 1997 e 2006, Rowland falou um pouco sobre a experiência que classificou como “traumática” no último episódio da versão australiana do “The Voice”, no qual atua como jurada desde 2017. Ao receber no palco da atração o participante Chris Sebastian – cujo irmão, Guy Sebastian, é um ídolo musical na Austrália – a cantora de 39 anos desabafou com ele sobre as dificuldades de ficar em segundo plano no trabalho.

“Quando eu fazia parte do Destiny’s Child, sempre fica pensando coisas do tipo, ‘Não posso usar tal vestido porque vão dizer que estou querendo aparecer mais que a Beyoncé’, ‘Não posso cantar tal música porque vão dizer que estou copiando a Beyoncé’, e por aí vai”, a cantora de 39 anos desabafou. Rowland, que integrou a girl band durante uma década, em seguida contou também que durante todo esse tempo sempre se sentiu mal. “Era um peso que sentia constantemente nos ombros”, relembrou a estrela, que embarcou em carreira solo quando deixou o grupo e desde então vendeu mais de 30 milhões de singles. (Por Anderson Antunes)