31.07.2020  /  11:11

Karen Berg, uma das fundadoras do Kabbalah Center e mentora religiosa de Madonna, morre aos 77 anos

Karen Berg || Créditos: Reprodução

Se os ensinamentos da Cabala ganharam adeptos no mundo inteiro depois da década de 1970, Karen Berg – que morreu nessa quinta-feira, aos 77 anos, vítima de câncer no esôfago – tem muita responsabilidade nisso. Ela é uma das fundadoras do Kabbalah Center, com sede em Nova York e filiais pelo mundo todo, inclusive no Brasil, e que passou a transmitir as mensagens do Livro Sagrado para quem quisesse aprender. Karen era viúva de Rav Phillip Berg, que morreu em decorrência de um acidente vascular cerebral, em 2013, e será enterrada em Israel ao lado do túmulo dele na cidade sagrada de Sefad.

Ao longo dos anos, o trabalho de Karen e Rav reuniu pessoas das mais diversas, inclusive celebs como Demi Moore, Ashton Kutcher e Britney Spears, mas foi Madonna que fez o trabalho do casal ganhar notoriedade, já que a rainha do pop tinha Karen como uma de suas mentoras espirituais e sempre falou da importância da Cabala em sua vida.

Autora de diversos livros como: “Deus usa batom: Kabbalah por Mulheres” , “Luz Simples: Sabedoria do Coração de Uma Mulher” e “Idas e Vindas – Reencarnação e Nosso propósito”, a morte foi anunciada nas redes sociais pelo filho Michael, que lamentou o ocorrido:

Caros amigos e comunidade,

É com o coração pesado que compartilhamos com você que nesta manhã, no momento do nascer do sol, no aniversário da morte do Vidente de Lublin, minha mãe Karen escolheu deixar este mundo físico e se juntar ao Rav. Enquanto estamos cheios de tristeza, dor e perda avassaladoras, também sabemos que agora ela está feliz por ser abraçada mais uma vez por sua alma gêmea, o Rav.

Nesse momento, lembro-me de uma conversa que tivemos algumas semanas atrás. Minha mãe disse: “Farei o possível para permanecer neste mundo, mas, se não, tive uma vida plena e significativa”. Acredito que ela sabia que essas palavras não expressam tudo o que ela fez. Minha mãe, Karen, mudou o mundo. Ela deu a milhões de pessoas, sua família, família, estudantes e amigos, vida e amor. Nós nunca podemos retribuir, mas sei que tudo o que ela nos deu nos sustentará para sempre.

Obrigado a todos os nossos amigos por seu apoio e amor neste momento.

Com muita dor e maior amor,

Michael

View this post on Instagram

Dear Friends and Community, It is with a heavy heart that we share with you that this morning in the moment of sunrise, on the death anniversary of the Seer of Lublin, my mother Karen chose to leave this physical world and join with the Rav and all of the tzadikim. While we are filled with overwhelming sadness, pain and loss, we also know that she is happy now to be embraced once again by her soulmate the Rav, and surrounded by all the tzadikim. In this moment, I remember a conversation we had a few weeks ago. My mother said: “I will do what I can to stay in this world, but if not I have had a full and meaningful life.” I believe she knew that those words do not express all that she has done. My mother, Karen, changed the world. She gave millions of people, her family, chevre, students and friends, life and love. We can never repay her but I know that all that she has given us will sustain us forever. Thank you to all of our friends for your support and love in this time. With great pain and greater love, Michael

A post shared by Karen Berg (@karen.berg) on