16.06.2020  /  9:37

Kanye West se prepara para expandir seu império e registra marcas de cosméticos e até de cremes dentais

Kanye West || Créditos: Reprodução

O império de Kanye West poderá aumentar em breve. Dono da marca hypada Yeezy, que atualmente licencia para os alemães da Adidas, o rapper deu entrada na última semana em toda a documentação necessária para registrar sub-marcas do negócio específicas para os segmentos de cosméticos e afins, o que inclui maquiagens e indica que ele eventualmente poderá se tornar um concorrente das cunhadas – são elas Kylie Jenner, que por sua vez é sócia da igualmente bem-sucedida Kylie Cosmetics junto com a gigante Coty, e Kim Kardashian, dona da KKW Beauty. Aliás, o pessoal da Coty também estaria interessado em assumir o controle dessa última, conforme tem sido noticiado nos Estados Unidos.

Voltando a West, além dos produtos de beleza o bilionário também providenciou os registros de marcas para cremes dentais, desodorantes, perfumes, loções bronzeadoras, produtos para o cabelo, e até para velas aromáticas e travesseiros aromaterápicos. Não se sabe se já existem planos para tirar tudo isso do papel, uma vez que o dono do hit “Stronger” é conhecido por pensar lá na frente.

Fundada em 2009, a Yeezy se tornou sinônimo de sneakers de luxo e só no último ano gerou receitas próximas de US$ 1,3 bilhão (R$ 6,62 bilhões) para a Adidas, que paga royalties estimados em pelo menos 10% disso a West. Frise-se que o rei do hip hop e magnata da moda que entrou para o clube dos dez dígitos graças à parceria é o único proprietário da marca, pela qual afirma ter recebido ofertas bilionárias em inúmeras ocasiões, às quais sempre respondeu “não, obrigado”. (Por Anderson Antunes)