14.04.2021  /  18:00

Justin Bieber diz que problema com drogas era tão grave que guarda-costas checavam seu pulso enquanto ele dormia

Justin Bieber diz que problema com as drogas era tão grave que guarda-costas checavam seu pulso enquanto ele dormia || Reprodução instagram

Justin Bieber falou sobre sua transformação de criança selvagem em personagem reformado. Em entrevista à imprensa norte-americana, o cantor abriu o jogo, revelando a extensão de seu problema com drogas, o desenvolvimento de seu relacionamento com Hailey Baldwin e a religião. “Tenho uma mulher que adoro, por quem me sinto consolado. Me sinto seguro. Sinto que meu relacionamento com Deus é maravilhoso. E tenho essa enxurrada de amor que quero poder compartilhar com as pessoas, sabe?”.

O superstar tinha má reputação e um sério vício em drogas, ao ponto de seus seguranças entrarem em seu quarto à noite para checar seu pulso e se certificarem de que ele ainda estava vivo, confessou Bieber.  “Foi como se eu tivesse todo esse sucesso e ainda assm estivesse triste e com dor. E ainda tenho essas questões mal resolvidas. Pensei que todo o sucesso iria fazer tudo ficar bem. Para mim, as drogas eram um agente entorpecente para seguir adiante”.

O primeiro single de Bieber, “One Time”, foi disco de platina em 2009 quando ele tinha apenas 15 anos, o que o tornou uma estrela global nos anos seguintes, antes de seu comportamento se tornar cada vez mais errático, com uma série de problemas com a lei. Em novembro de 2018, ele anunciou seu casamento com Hailey Baldwin. E em março de 2019 disse que estava dando um tempo na música para cuidar de sua saúde mental. Para piorar, Bieber também teve que lidar com a doença de Lyme. “Para ser honesto, estou muito mais saudável e tem muitas coisas acontecendo. Eu tinha mono e doença de Lyme, mas também estava navegando em um terreno emocional, que tinha muito a ver com isso. Gostamos de colocar a culpa em outras coisas. Mas, muias vezes são apenas seus próprios problemas”.

Para o cantor, seu casamento se tornou uma grande força positiva após um começo difícil. “O primeiro ano de casamento foi muito difícil, porque havia muita bagagem, voltando ao assunto do trauma. Agora estamos apenas criando esses momentos como um casal, como uma família, e estamos construindo essas memórias. E é lindo que tenhamos isso para esperar”, finalizou otimista.