22.09.2017  /  11:52

Juliana Paes pensando sobre fim de Bibi: “Apoteótico, redentor, dramático”

Juliana Paes || Créditos: Juliana Rezende

Mesmo na reta final de “A Força do Querer”, Juliana Paes conseguiu uma brechinha para assistir ao show do Aerosmith na noite de abertura da segunda semana de Rock in Rio. Momentos antes de chegar à Cidade do Rock, a atriz conversou com a gente. Primeiro, perguntamos sobre o look arrasador que ela escolheu… “Mandaram um monte de coisa lá pra casa. Como hoje é um dia de rock and roll, quando tudo é permitido, resolvi ficar um pouquinho mais brilhosa. E gosto de misturar street com brilho”, disse Ju.

Comentamos que a produção deixaria Bibi Perigosa, sua personagem, morrendo de inveja… “Fico muito influenciada pelo figurino das minhas personagens. É comum querer vestir coisas parecidas na vida. Ou que tenham a mesma verve… Quando o papel é de época, fico com mais vontade de usar vestidões… Agora com a Bibi tenho usado muita calça flare, por exemplo. As roupas que ela usa nos bailes funk… Daquele jeito, eu não usaria. Mas o que acho é que nem é da essência dela aquele ambiente. Ela sempre preferiu um pagode, um samba. Então é como se ela se camuflasse naquele lugar. Ama tanto aquele homem [Rubinho, seu marido traficante interpretado por Emilio Dantas] que quer pertencer ao ambiente no qual ele se inseriu. É um pouco isso. Essa mulher que ama tanto que é capaz de mudar o próprio gosto e as próprias escolhas em função de estar junto do homem”.

E por falar em brilho e poder, Gloria Perez, autora da trama, já disse que não tem compromisso com o politicamente correto em relação ao final de Bibi… Se for pra ela terminar se dando bem, cheia de luxo, como será que Juliana imagina a cena? “Não imagino final luxuoso pra Bibi, não consigo. Já cheguei a pensar em uma morte bem dramática. Ela morrer no morro em um tiroteio junto com o Rubinho seria apoteótico, redentor. Mas torço para que ela consiga pagar o que deve à sociedade, cumpra pelo menos um pouco da pena e que saia por bom comportamento… Mas não sei mesmo como será. A Gloria está segurando os três últimos capítulos, não entregou nem para os atores. Só os principais diretores receberam”.

Entre o amor bandido e o morno, com Caio [Rodrigo Lombardi], qual Juliana escolheria? “Acho que depois de tanta água que já passou por debaixo dessa ponte, ninguém retomaria nada sem algo novo, um aprendizado. Não acredito que Caio e Bibi teriam uma relação morna depois de tudo isso. Se houver uma passagem de tempo, para ela pagar, se regenerar e poder estar com ele, torço para que termine com Caio. Seria um fim que agradaria a maioria das pessoas. Com Rubinho não tem condição. As pessoas torcem pelo Caio”.

E a Jeiza [personagem de Paolla Oliveira, que está namorando com Caio]? “O Zeca [Marco Pigossi] vai amadurecer um pouco com tudo que passou também…” Poxa, mas o Zeca traiu a Jeiza com a Ritinha [Isis Valverde]… Ninguém merece! “É, as mulheres é que são as grandes poderosas das tramas de Gloria Perez…” (por Michelle Licory)