07.06.2016  /  10:56

Juliana Paes fala sobre novo visual, cena de sexo e minissérie na geladeira

Juliana Paes na première de "A Despedida", no Rio || Créditos: Agnews
Juliana Paes na première de “A Despedida”, no Rio || Créditos: Agnews

Por Michelle Licory

Juliana Paes apareceu assim, toda linda, essa segunda-feira na première de “A Despedida”, longa já bastante premiado em festivais – ela, inclusive, ganhou um Kikito de melhor atriz em Gramado. Durante o evento, no Shopping da Gávea, no Rio, Juliana relembrou a época das filmagens.

“Tem certeza que quer?”

“Eu estava em um momento muito especial, meu filho Antonio com quatro meses. A gente rodou em São Paulo, eu precisava estocar leite pra ele. Mas estava muito a fim de fazer. Tanto que me convidei para o papel. Estava fazendo uma publicidade com o Marcelo Galvão [diretor do longa] e ele comentou por alto sobre o projeto. Perguntei na hora se já tinha a atriz. Ele até falou:’Tem certeza que quer? É uma personagem bastante densa, dramática’. Mas tudo que representa um desafio faz tão bem pra mim… Não esperava que ia ser tão premiado, mas eu estava numa fase muito plena, cheia de sentimentos aflorados, e isso se refletiu no meu trabalho.”

Cenas de sexo: “Não precisava estar gostosa”

Na história, Juliana interpreta uma mulher simples de 37 anos que vive um romance com um homem de 92, papel de Nelson Xavier. As cenas de sexo, nas palavras da atriz, transmitem uma certa angústia por conta das limitações da idade avançada dele. “Qualquer cena de sexo é difícil, principalmente no cinema. Você sabe que as pessoas vão ver naquela telona. Mas fiquei muito à vontade porque não existia cobrança estética. Não precisava estar gostosa. Era uma mulher sofrida, comum. Eu não ficava pensando em estar linda, magra, cem por cento. E eu tinha dado à luz recentemente. Nesse sentido, acabou sendo mais fácil. Não existiram cobranças, nem expectativas.”

“Vento na nuca”

Não dá pra passar batido esse novo visual da atriz, né? Ela, que cortou o cabelo na última sexta-feira para viver Dona Flor em mais um longa da obra de Jorge Amado, disse que ainda está se ambientando com o “vento na nuca”. “Nunca usei assim, tão curto! Ainda estou me acostumando, aprendendo a arrumar, dar jeito. Mas é muito prático.”

“Todo mundo embolado em um quarto”

Só pra não dizer que vai emendar o filme com a novela “Totalmente Demais”, que terminou semana passada… “Vou dar uma viajadinha para a Disney, curtir marido e filhos, todo mundo embolado em um quarto, sair da rotina de casa, trabalho, escola e judô. Na volta, já começo a preparação para Dona Flor.”

“Tchau, até nunca mais”

Sobre o fim da trama das sete, um sucesso de audiência em tempos tão difíceis para a teledramaturgia… “Isso sim é angústia: se despedir de um personagem de novela. É muito tempo vivendo aqueles dramas, o elenco vira sua família… Via mais o Fabio Assunção e a Marina Ruy Barbosa que meus irmãos. Então a despedida da personagem é a despedida de uma amiga que estava coladinha com você. Falar ‘tchau, Carolina, até nunca mais’ … Não é fácil, não.”

“Pelo amor de Deus, cadê nossa minissérie?”

E “Dois Irmãos”, hein? A minissérie, de Luiz Fernando Carvalho, o mesmo diretor de “Velho Chico”, está toda gravada, prontinha, há um ano. E ninguém divulga quando ela vai sair da gaveta. Depois do desempenho abaixo do esperado na faixa das nove… O que será que vai acontecer? “Eu tive um almoço com o Schroder [Carlos Henrique, diretor geral da Globo], e perguntei: ‘Pelo amor de Deus, cadê nossa minissérie?’ Ele respondeu que vai ao ar em janeiro de 2017. Em outro momento, o Luiz soltou que tinha ‘um presente’ pra mim no início do ano, então deve rolar. Já estou comendo os dedos porque não tenho mais unhas de ansiedade. A gente se preparou tanto, por tanto tempo…” Também estamos aqui na torcida, Juliana!

* Em tempo: para ter um gostinho de “A Despedida”, play aqui embaixo!