27.09.2019  /  12:31

Juliana Paes é mesmo a dona do pedaço e adianta o que vem por aí: “Maria da Paz está muito dividida entre Régis e Amadeu”

Juliana Paes é dona de uma personalidade forte e energia incrível. Aos 40 anos, a atriz está vivendo um de seus melhores momentos com Maria da Paz em ‘A Dona do Pedaço’. “Não tenho sossego… até mesmo quando estou no avião. Mas acho que esse assédio é muito positivo, as pessoas tem bastante respeito”, conta. Na reta final da trama, a atriz fala sobre os dois amores da personagem: Régis (Reynaldo Gianecchini) e Amadeu (Marcos Palmeira). “Nos blocos que eu recebi da novela, posso afirmar que a Maria da Paz está muito dividida. E faz todo o sentido.”

Além da novela, Juliana falou sobre dois assuntos recentes e muito comentados: a foto nua que postou em comemoração aos 21 milhões de seguidores no Instagram e o Carnaval da Grande Rio, que agora traz Paolla Oliveira como Rainha de Bateria. “Tem uma leva de mulheres lindas, maravilhosas e das comunidades que merecem brilhar. Sou apaixonada por Carnaval e sempre vou acompanhar”. Com mais um ciclo concluído em sua vida, ela está esperando o fim de “A Dona do Pedaço” para ficar mais com os filhos e com o marido, Eduardo Baptista. Juliana conversou com Glamurama durante evento da Le Lis Blanc.

Glamurama: Na reta final de ‘A Dona do Pedaço’, Maria da Paz está dividida entre dois amores. Quem você gostaria que ela escolhesse?
Juliana Paes: A minha análise, como Juliana, é a seguinte: acho que sempre que um personagem começa a se redimir, ele se torna muito atraente, porque a gente gosta de ver na ficção possibilidades que queremos ver na nossa vida. Também queremos nos redimir de tantas coisas na vida, queremos ser perdoados, queremos melhorar. Então quando você encontra um personagem com uma trajetória de erros que, estimulado por amor, consegue mudar, é gostoso torcer por essa pessoa. Eu fico até arrepiada de falar.

G: E o Amadeu?
JP: Ele é o amor antigo, né? O amor que não está mais naquele estágio de ebulição, que talvez não seja atrativo aos olhos do público, mas é o amor de verdade. No fundo, é o amor real, o que todo mundo quer. Nos blocos que eu recebi da novela posso afirmar que a Maria da Paz está muito dividida. E faz todo o sentido.

G: A Maria da Paz vai estar em um reality e sofrer para conseguir fazer as receitas. O que pode nos adiantar dessas cenas?
JP: Olha, a Maria da Paz é trolada algumas vezes durante o reality. Em um momento, ela fica sem açúcar. Mas existe toda uma reviravolta em torno nisso. Uma coisa é certa: ela vai conseguir terminar o bolo dela. Mas que nota ela vai ganhar? Será que vai passar para a próxima fase? Isso só assistindo mesmo. Eu não vou contar.

G: Como anda o assédio nas ruas?
JP: Não tenho sossego, até mesmo quando estou no avião. Mas acho esse assédio algo muito positivo, as pessoas tem bastante respeito. Inclusive muitos homens vêm conversar comigo sobre a novela. Acredito que ‘A Dona do Pedaço’ está atraindo um público que antes não acompanhava tanto as tramas.

G: Bem, a Maria da Paz é boleira. Você gosta de cozinhar?
JP: Eu não tenho tempo para fazer como eu gostaria, mas quando sobra um tempinho, eu faço sim. E as crianças (Pedro, de 8 anos, e Antonio, 6) adoram ficar comigo e curtir esses momentos. Acho que quando o ator está fazendo uma novela em que é protagonista, sobra tão pouco tempo que, quando estou em casa, meus filhos grudam em mim. Se eu vou ao banheiro, eles vão junto. Mas todos sabem o quanto eu amo estar em família. Para mim, é a melhor coisa do mundo.

G: Recentemente, você comemorou 21 milhões no Instagram com uma foto nua. Você acha que ainda existe tabu em torno da nudez?
JP: Pra mim, é natural. É algo que não deveria ser mais uma questão nos dias de hoje. E todos que querem postar uma foto assim, deveriam faze-lo. Faça o que você tem vontade, seja feliz. Acredito que nós artistas, muitas vezes, temos a chance de abrir um pouco essa porta. Sou mãe, super família, tenho um maridão incrível e tá tudo certo postar essas fotos. Espero encorajar outras mulheres a fazerem o mesmo, se elas quiserem.

G: E o Eduardo não fica com ciúmes em nenhum momento?
JP: Às vezes ele fica, mas não por causa desse tipo de conteúdo. O Dudu também é incrível, lindo, um pedaço. Ele já tinha visto esse ensaio fotográfico, achou lindo, elogiou. Mas o engraçado é que ele sempre me pega de surpresa, até com os ciúmes. O Dudu tem ciúmes do meu jeito mais expansivo. Às vezes eu chego em um lugar, durante uma viagem, e as pessoas vem falar comigo e eu converso muito. Faço amizade em um segundo e, quando ele vê, estou conversando com todas as pessoas da praia. E aí ele fica: “oi, estou aqui”. Mas não é na maldade. De qualquer forma, a questão do corpo é muito tranquila, eu sempre desfilei em Carnaval, ele já me conheceu assim.

View this post on Instagram

#tbt #carnaval YEAH!!!!!

A post shared by Juliana Paes Actress Brazil (@julianapaes) on

G: Falando sobre o Carnaval, como foi passar a coroa da Grande Rio para a Paolla Oliveira?
JP: Foi incrível, fiquei muito emocionada. Na verdade, aquele dia eu estava exausta, tinha gravado cenas externas e também no estúdio. Mas, da mesma forma que recebi a coroa das mãos da Rainha anterior, a Paloma, eu tinha que estar ali para entregar. E foi um prazer.

G: Em 2020 você não vai desfilar? Fechou o ciclo?
JP: Acho que sim. Não sou de verdades absolutas, então não quero dizer que nunca mais vai acontecer. Mas a gente muda muito e, por enquanto, o ciclo fechou. Tem uma leva de mulheres lindas, maravilhosas e das comunidades que merecem brilhar. Sou apaixonada por Carnaval e sempre vou acompanhar.