19.02.2020  /  10:40

Juíza da Suprema Corte dos EUA rouba a cena em premiação com saltos altíssimos e cheios de brilho

Ruth Bader Ginsburg na premiação que rolou na Biblioteca do Congresso, em Washington || Créditos: Reprodução

A fashionista mais comentada do momento é uma senhorinha de 86 anos que só não pode ser descrita como outra qualquer porque atende por Ruth Bader Ginsburg, a mais famosa juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos. Conhecida também pelo apelido “RBG”, suas iniciais, a meritíssima quebrou a internet por causa dos saltos altíssimos e cheios de brilho que usou recentemente em uma premiação para mulheres realizada na Biblioteca do Congresso dos EUA, em Washington, a “Women of Leadership Awards”, que acontece todos os anos desde 2014.

A grande homenageada da edição de 2020 foi a filantropa e ativista social Agnes Gund, que recebeu de Ginsburg o prêmio de Mulher Líder do Ano. Mas foi RBG que roubou a cena antes, durante e depois do evento, graças aos pisantes cheios de estilo e bling que exibiu na ocasião e que renderam a ela elogios até de Martha Setwart, também presente no gathering das poderosas e outra que sabe das coisas quando o assunto é se vestir para causar (a apresentadora de 78 anos, aliás, foi de vestido curtíssimo a uma festa pós-Oscar no começo do mês e arrasou).

Ginsberg sempre chamou atenção por suas escolhas fashion, lembrando que a juíza é fã de terninhos Yves Saint Laurent e tem vários em seu closet. Parte desse lado mais vaidoso dela é retratada no documentário “Notorious RBG: The Life and Times of Ruth Bader Ginsburg” (lançado como “A Juíza” no Brasil), que chegou aos cinemas em 2018 e recebeu duas indicações ao Oscar no ano seguinte: Melhor Documentário e Melhor Canção Original para “I’ll Fight” (“Eu Vou Lutar”), interpretada por Jennifer Hudson e composta por Diane Warren. (Por Anderson Antunes)