23.11.2018  /  9:00

Juiz que vai oficializar o divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt é o mesmo que casou os dois em 2014

Angelina Jolie e Brad Pitt || Créditos: Getty Images

A batalha judicial entre Brad Pitt e Angelina Jolie teve um cessar-fogo nesta semana, quando os advogados do ex-casal que está em processo de divórcio há mais de dois anos conseguiram finalmente chegar a um entendimento no que diz respeito à guarda dos seis filhos que os dois tiveram ou adotaram juntos. Como já é notório a essa altura, a atriz reivindicava a custódia integral dos herdeiros, possibilidade imediatamente refutada por Pitt, que bateu o pé e a forçou a abrir mão da exclusividade. Frise-se que ambos gastaram mais de US$ 15 milhões (R$ 57,1 milhões) cada um até agora com as custas judiciais do imbróglio.

Os detalhes do acordo ainda estão sendo escritos, e a oficialização deverá acontecer no próximo dia 4, quando os representantes legais deles se encontrarão em uma aguardada audiência marcada para acontecer em um tribunal de Los Angeles.

Detalhe: o juiz que vai presidir a sessão, John Ouderkirk, é o mesmo que casou Jolie e Pitt em agosto de 2014, em seu Château Miraval no sul da França, e também quem ordenou Angie em junho a facilitar o contato do astro com Maddox, Pax Thien, Zahara, Shiloh, Vivienne Marcheline e Knox Léon. Dá quase pra dizer que eles estarão “em família”. (Por Anderson Antunes)