09.11.2018  /  6:59

Jude Law, Sienna Miller e outros famosos têm nome envolvido em escândalo fiscal bilionário no Reino Unido

Jude Law e Sienna Miller || Créditos: Getty Images

O órgão governamental britânico Receita e Alfândega de Sua Majestade (Her Majesty’s Revenue and Customs, ou HMRC, na sigla em inglês), o equivalente no Reino Unido à Receita Federal brasileira, realiza há mais de um ano uma megaoperação contra a sonegação e outros crimes fiscais no país que recentemente trouxe à tona vários nomes de suspeitos famosos.

A maioria está ligada de alguma forma com o escritório de investimentos já fechado Future Capital Partners, que é investigado pela suposta montagem de um esquema que resultou no desvio de mais £ 500 milhões (R$ 2,44 bilhões) em impostos não recolhidos ou dinheiro evadido dos domínios da rainha Elizabeth II.

O caso é delicadíssimo, já que a lista de clientes da empresa inclui nomes como o ex-casal Jude Law e Sienna Miller e poderosos do futebol como Alex Ferguson, ex-técnico do Manchester United, e o sueco Sven-Goran Eriksson, que já treinou várias Seleções no mundo inteiro e atualmente coordena a das Filipinas.

Estima-se que a Future Capital Partners recebeu perto de £ 7 bilhões (R$ 34,2 bilhões) em fundos depositados por 6 mil pessoas, e parte da grana teria sido desviada ou reinvestida de maneira questionável. O que ninguém sabe ainda é se a clientela de celebs estava a par disso ou não, mas acredita-se que até o fim do ano tudo será esclarecido. (Por Anderson Antunes)