29.09.2017  /  16:51

Jonathan da Nova Geração fala sobre Isabel Marant, filha de Cindy Crawford e mais…

Jonathan Costa e Kaia Gerber na passarela de Isabel Marant no momento em que tocou o hit do funkeiro || Créditos: Divulgação/Getty Images

O celular de Jonathan Costa, funkeiro carioca que bombou na virada do milênio quando fazia parte da gravadora Furação 2000, não parou de tocar entre esta quinta e sexta-feira. Eram seus amigos querendo dar parabéns a ele por ter seu maior hit tocado em plena Semana de Moda de Paris. E mais: em um dos desfiles mais concorridos da temporada, o de Isabel Marant.

Foi pelo Whats App, inclusive, que Jonathan soube de sua participação no desfile, que se deu pelo refrão “Dance Potranca, Dance com Emoção. Eu sou o Jonathan da Nova Geração”. O trecho deu início à trilha-sonora animada da apresentação e tocou na entrada triunfal de Kaia Gerber, filha de Cindy Crawford.

Glamurama falou com ele na tarde desta sexta-feira. Figura gentil e zero deslumbrada, o cantor, que vive na Barra da Tijuca, disse ao site que não conhecia a estilista nem a marca até então, completando: “Foi uma grande surpresa pra mim ter a minha música rolando no desfile dela e saber que é um dos mais concorridos da semana de moda. um marco.”

Já que moda e música são dois mundos que transitam o tempo todo, Jonathan logo tratou de se informar mais a respeito de Marant. “Depois que soube sobre a música, parei pra ver o desfile e pesquisar sobre a marca e achei um trabalho muito único e diferenciado. Me amarro muito nisso”. Sobre Kaia Gerber, que estreia nas passarelas justamente nesta temporada e já tem uma das melhores passadas entre as modelos, contou que ainda não tinha a visto desfilar, mas elogiou: “É tão bela quando a mãe e deixou a trilha sonora ainda melhor.

Sobre Isabel Marant, falou: “Se um dia ela quiser vir a um show meu, vai ser uma honra recebê-la. Nós, brasileiros, temos o habito de não valorizar o que é nosso. E aí vem uma francesa renomeada comprando a arte brasileira. Isso é muito maneiro.”

Kaia Gerber no backstage do desfile de primavera/verão 2018 de Isabel Marant || Créditos: Reprodução Instagram

Resta saber: como o funkeiro pretende aproveitar o revival do hit? “‘Jonathan da Nova Geração’ é uma música atemporal que continua na moda até hoje. E por incrível que pareça, pelo mundo. É um marco. E numa época em que tentam criminalizar o funk, é preciso um contexto muito bacana pra usá-lo de referência. E ter a música tocando no desfile foi muito importante para esta causa. Eu vou seguir meu trabalho!”

Questionado pelo site sobre funks “proibidões” da atualidade, falou: “são fases como qualquer outro estilo. E como tudo, tem o lado bom e ruim. Dessa forma, cabe a nós, consumidores do funk, decidirmos o que queremos consumir e ouvir. Preconceito existe em qualquer área, qualquer lugar. O mais importante é combate-lo com o amor, e não com o ódio.”

Em tempo: há um ano e meio Jonathan voltou ao entretenimento – de onde estava fora desde sua saída do Furacão 2000 – e tem rodado o Brasil com o Jonjon Baile, projeto onde atua como cantor, produtor e DJ. No dia 10 de outubro prepara o lançamento de seu novo hit, “Me Abusa”. Entre sua agenda, shows abertos ao público e em muitas festas fechadas, de “socialites, debutantes, casamento e tudo mais”, contou ele.

Lembrando que na época do hit “Nova Geração”, Jonathan tinha apenas 7 anos. Hoje, tem 24! (Por Julia Moura)