14.12.2016  /  17:09

João Carlos de Figueiredo Ferraz assume presidência da Fundação Bienal

João Carlos de Figueiredo Ferraz || Créditos: André Ligeiro
João Carlos de Figueiredo Ferraz || Créditos: André Ligeiro

A Fundação Bienal de São Paulo elegeu na noite dessa terça-feira seu novo presidente, o empresário João Carlos de Figueiredo Ferraz, eleito por decisão unânime do Conselho da Fundação, João toma posse no dia 1º de janeiro de 2017 e deve permanecer no cargo por dois anos. Economista, Figueiredo Ferraz é o fundador e presidente do Instituto Figueiredo Ferraz, em Ribeirão Preto. Integra o conselho de importantes instituições de arte como o Museu de Arte de São Paulo (MASP), o Museum of Modern Art’s Latin American and Caribbean Fund (LACF MOMA), o Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP), a Pinacoteca do Estado de São Paulo e o Museu Brasileiro de Escultura (MUBE).

De acordo com o novo presidente, seu objetivo será dar continuidade aos processos de renovação institucional empreendidos pela gestão de Luis Terepins nos últimos quatro anos, investindo sistematicamente na melhoria dos instrumentos de planejamento e gestão, na autonomia financeira e na modernização do arquivo histórico Wanda Svevo. “A Bienal é hoje um espaço ímpar para a pesquisa, o debate e a produção de conteúdos relacionados às artes visuais”, diz ele.

Em tempo: encerrada no último domingo, a 32ª edição da Bienal será ‘desmontada’ e recortes da mostra passarão por pelo menos 12 cidades brasileiras graças a parcerias firmadas com organismos e instituições culturais em cada cidade. No próximo ano, a Fundação Bienal organiza também a participação oficial brasileira na 57ª Bienal Internacional de Arte de Veneza, em parceria com o Ministério da Cultura e o Ministério das Relações Exteriores.