17.07.2018  /  9:48

Jeff Bezos bate mais um recorde: fundador da Amazon agora é o homem mais rico da era moderna

Jeff Bezos || Créditos: Getty Images

Jeff Bezos bateu mais um recorde: atualmente o homem mais rico do mundo, o fundador e CEO da Amazon superou nessa segunda-feira a marca de US$ 150 bilhões (R$ 580 bilhões) em patrimônio pessoal, a maior cifra entre todos os bilionários da era moderna. Só para se ter uma ideia, a última vez que alguém tinha chegado tão longe no quesito “dinheiro na conta” foi em 1999, um pouco antes do estouro da bolha da internet, quando a fortuna de Bill Gates, cofundador e na época CEO da Microsoft, bateu em US$ 100 bilhões (R$ 386,7 bilhões) corrigidos pela inflação de lá pra cá (Gates é hoje o segundo mais rico do planeta, com US$ 95,3 bilhões/R$ 368,5 bilhões).

No que diz respeito a Bezos, ele começou a semana surfando em uma onda de boas notícias, como o fato de que a gigante do varejo eletrônico inaugurou seu mais recente “Prime Day” – um período de promoções que realiza desde 2015 e que dura 36 horas – atingindo resultados ainda melhores do que os esperados pelos analistas de mercado.

Em tempo: donos da maior empresa de varejo do mundo, a tradicionalíssima Walmart, os Walton não tiveram uma segunda tão boa quanto a de Bezos e viram suas fortunas somadas diminuírem em algumas dezenas de milhões de dólares. Ainda assim, eles continuam sendo a família mais rica do mundo, com estimados US$ 156,9 bilhões (R$ 606,7 bilhões) divididos entre sete dos herdeiros de Sam Walton, que criou a empresa nos anos 1960. (Por Anderson Antunes)