08.05.2019  /  10:37

Jeff Bezos, Ashton Kutcher e até Britney: Quem são os famosos que vão lucrar alto com o IPO da Uber?

Muita gente conhecida vai se dar bem com a estreia em bolsa mais aguardada do ano || Créditos: Reprodução

11 anos depois de terem imaginado, enquanto tentavam pegar um táxi em uma rua de Paris, um aplicativo de transporte urbano que permitisse “chamar” motoristas independentes pelo celular, Travis Kalanick e Garrett Camp – os cofundadores da Uber – se preparam para lançar as ações da companhia que está entre as mais revolucionárias do momento na bolsa de valores nesta quarta-feira. O negócio deverá render a cada um bilhões de dólares, sobretudo se o valor de mercado gerado pela estreia na bolsa eletrônica NASDAQ atingir os US$ 120 bilhões (R$ 473,3 bilhões) que muitos esperam (Kalanick é dono de 7% do capital da Uber, um pouco mais do que Camp, que tem 5% da empresa).

Ambos serão os maiores beneficiários do IPO (oferta pública inicial, na sigla em inglês) mais aguardado dos últimos tempos, mas há uma penca de outros investidores que acreditaram desde o começo na ideia deles e que agora vão rir por último. Muitos desses “sabidões”, inclusive, são famosos, e a seguir Glamurama mostra um “quem é quem” dos minoritários da Uber que estão a apenas algumas horas de faturar milhões em Wall Street. Continua lendo… (Por Anderson Antunes)

Lance Armstrong || Créditos: Reprodução

Lance Armstrong

Outrora herói, o ciclista aposentado pego no antidoping em 2010 naquele que se tornou um dos maiores escândalos esportivos de todos os tempos investiu US$ 100 mil (R$ 394,4 mil) na Uber em 2009, quando a empresa valia US$ 3,7 milhões (R$ 14,6 milhões). Diante de um IPO que resulte nos esperados US$ 120 bilhões de capitalização, Armstrong tem grandes chances de se tornar um bilionário no papel. Pra quem perdeu todos os patrocinadores e a fama de bom moço, é uma reviravolta e tanto.

Guy Oseary e Ashton Kutcher || Créditos: Reprodução

Ashton Kutcher e Guy Oseary

Das celebridades que investiram na Uber, poucas se deram tão bem quanto Ashton Kutcher e Guy Oseary. Sócios na empresa de investimentos A-Grade Investments, eles colocaram US$ 500 mil (R$ 1,97 milhão) em 2011 na então start-up, quando esta valia menos de US$ 350 milhões (R$ 1,38 bilhão). Como nunca liquidou o investimento, a dupla verá o meio milhão de dólares que tirou do bolso oito anos atrás se transformar em um negócio de quase US$ 170 milhões (R$ 670,5 milhões).

Jeff Bezos || Créditos: Reprodução

Jeff Bezos

O homem mais rico do mundo também é um bom farejador de grandes em negócios em potencial, tanto que ele participou de uma das primeiras rodadas de investimento da Uber, lá em 2011. Até hoje ninguém sabe quanto Bezos depositou na empresa, mas de qualquer forma ele também deverá ter um senhor lucro nessa quarta. Ao menos sob o ponto de vista de nós mortais, já que pro fundador da Amazon as cifras só impressionam a partir de certo ponto.

Britney Spears || Créditos: Reprodução

Britney Spears

A princesinha do pop, quem diria, também é acionista minoritária da Uber. Como é cliente de Robin Sloan, uma investidora que caça parceiros para suas empreitadas exclusivamente em Hollywood, a cantora topou participar de uma rodada de investimentos da empresa anos atrás, usando parte da grana que faturou com seus shows na época para se tornar sócia de Kalanick e Camp.

Troy Carter || Créditos: Reprodução

Troy Carter

O ex-agente de Lady Gaga é outro que mira nas estrelas do Vale do Silício, e em 2013 investiu cerca de US$ 1 milhão (R$ 3,94 milhões) na Uber e também na maior rival desta nos Estados Unidos, a Lyft. O valor da fatia dele deverá ser multiplicado por cinquenta com o IPO desta quarta.

Jay Z || Créditos: Reprodução

Jay Z

O marido de Beyoncé Knowles, que hoje em dia ganha tanto dinheiro no mundo corporativo quanto no showbiz, investiu na Uber junto com seu manager Larry Marcus e o presidente de sua gravadora Roc Nation, Larry Marcus, em 2013, com um aporte estimado em US$ 4 milhões (R$ 15,8 milhões). Assim como Carter, o rapper e seus dois parceiros deverão ter um lucro multimilionário com o IPO da empresa.