04.06.2020  /  11:35

Jack Dorsey, fundador do Twitter, doa mais de R$ 51 mi para auxiliar famílias carentes da África na pandemia

Jack Dorsey || Créditos: Reprodução

Um dos bilionários que mais têm colocado a mão no bolso para ajudar os mais necessitados durante a pandemia, Jack Dorsey acaba de enviar um cheque de US$ 10 milhões (R$ 51,2 milhões) para os organizadores da campanha “Project 100”. A iniciativa é uma parceria entre várias ONGs americanas com a africana GiveDirectly, pioneira entre aquelas que auxiliam famílias pobres dando a elas dinheiro para que gastem como preferirem, algo que lhes dá mais autonomia para resolver seus problemas financeiros e de quebra eleva suas auto-estimas.

A quantia doada por Dorsey, que é cofundador e CEO do Twitter e tem uma fortuna estimada em US$ 5,4 bilhões (R$ 27,7 bilhões), servirá para atender pelo menos 100 dessas famílias de países da África. Logo no começo da crise causada pelo novo coronavírus, em abril, o bilionário americano se comprometeu a doar US$ 1 bilhão (R$ 5,1 bilhões) para a luta contra a doença nos Estados Unidos, e na mesma época também doou outros US$ 10 milhões (R$ 51,2 milhões) para bancar a distribuição gratuita de testes para a Covid-19. (Por Anderson Antunes)