27.07.2020  /  12:06

Iza fala sobre beleza, racismo e autoestima: “Me submeti à química capilar aos 12 anos por causa dos comentários racistas”

Iza || Reprodução

Quem acompanha Iza atualmente tem certeza de que ela é dona de si! O que talvez muita gente não saiba é que a cantora passou por longo processo para construir sua autoestima por causa dos padrões exigidos pela sociedade. Em um papo com Serginho Groisman e a filósofa Djamila Ribeiro durante o ‘Altas Horas’, desse sábado, Iza falou sobre as experiências que viveu desde nova por conta do racismo: “A gente aprende que nosso cabelo não é aceito pela sociedade, que tem alguma coisa de errado e você tem que consertar, e é isso. Eu passei grande parte da minha vida alisando o cabelo e tenho certeza de que isso faz parte da realidade de muitas meninas negras”, desabafou.

Hoje, ela consegue driblar melhor essa situação e até deu a volta por cima, mas entregou que quando criança, as coisas não costumavam ser fáceis quando o assunto era preconceito: “Eu me submeti à química capilar aos 12 anos como uma tentativa de deixar de ser alvo dos comentários racistas que ouvia na escola”. Felizmente, essa é uma realidade que aos poucos também tem feito muito sentido para muitas meninas e mulheres negras no Brasil. Por esse lado, ver que as meninas de hoje em dia estão se aceitando mais e colocando o black power para jogo, é gratificante para a cantora: “É impagável você andar na rua, ver uma outra menina de cabelo crespo e ela sorrir para você sem nem se conhecer. A gente acaba se ajudando nesse sentido”, comemorou. Para assistir o papo completo, clique aqui.