17.03.2020  /  12:22

Isolamento, precaução e informação: Como o coronavírus mudou a rotina de glamurettes como Renato de Cara, Tania Wagner e Alberto Renault?

Renato de Cara, Tania Wagner e Alberto Renault || Créditos: Divulgação

Evitar o contato social – e profissional – é a ordem do dia para evitar a proliferação do coronavírus. Diante disso, a mudança na rotina já é uma realidade na vida dos brasileiros que estão em busca de alternativas seguras para não parar e definir as ações do futuro. Glamurama conversou com um trio dos bons que atua em diferentes áreas: o curador de arte Renato de Cara, a empresária Tania Wagner e o diretor de TV – “Casa Brasileira” e “Caminho Zen”, ambos do GNT – Alberto Renault. No papo, eles contam como se adaptaram às restrições.

Renato de Cara, diretor e curador da galeria @b_arco, contou que foi criado um comitê para administrar internamente os impactos no centro cultural. De imediato, eventos e cursos foram cancelados e as possibilidades para os próximos dois meses estão em avaliação. Por lá, todos os atendimentos vão acontecer à distância. “Acredito que o impacto será em todas as áreas a curto e médio prazo”, explicou Renato, que ainda revelou seus cuidados pessoais: “Estou saindo somente quando extremamente necessário, me alimentando bem, não entrando em pânico e mantendo a higiene detalhadamente”.

Quem também está sofrendo com o problema é a empresária Tania Wagner. Com muita tristeza, ela revelou que não tem visto os netos e, que para matar a saudade, apenas facetime. Tania também se diz preocupada por ver que as pessoas ainda estão nas ruas:  “Muita gente não está levando a sério. Não conheço ninguém que esteja com Coronavírus, mas o pouco que andei na rua vi que os restaurantes estão cheios. As pessoas não se deram conta que isso pode aumentar de forma rápida. Eu falaria para prestarem atenção porque é muito sério o que está acontecendo”, disse. A empresária também tem tomado todas as medidas preventivas e só vai ao escritório quando precisa resolver algo muito importante: “Meu trabalho é um e-commerce e tenho um showroom, mas vejo que está todo mundo assustado e ‘indoor'”.

Pegamos a ponte aérea São Paulo – Rio de Janeiro para saber como está Alberto Renault, diretor de TV, que não precisou fazer grandes mudanças em seu dia a dia por estar em um período de trabalho em casa. “Tenho o hábito de correr na areia da praia de Ipanema às 6h, o que ainda é permitido e por isso estou mantendo. Ou seja, fora a preocupação natural com todos, acho que já vivia em quarentena mesmo. Edito meus programas na minha casa, então estou bem habituado a ficar em casa!”, revelou.