23.09.2018  /  9:00

Isabelle Drummond definitivamente não é só um rostinho bonito. Vem saber sobre o lado B altruísta da atriz

Isabelle Drummond || Créditos: Divulgação

Isabelle Drummond se prepara para o papel de protagonista em “Verão 90 Graus”, com estreia prevista para janeiro na faixa das sete horas da Globo. Enquanto isso, faz o que? Muita coisa! Vem saber as causas bacanas em que a atriz tem se engajado e um pouco mais sobre esse novo papel. À entrevista! (por Michelle Licory)

Glamurama: A gente viu uma foto sua reformando uma casa em uma comunidade. Pode contar pra gente a história por trás dessa foto?
Isabelle Drummond: “A gente está começando um projeto de construção de casas de alvenaria para pessoas que antes moravam em barracos. A gente só não divulga o local para proteger a comunidade. Tenho uma ONG com um grupo de amigos há um ano e dentro dessa ONG temos vários projetos. Sobre essa foto… A menina que ganhou a casa queria um quarto lilás, e é o primeiro quarto da vida dela. Eu quis ir lá, pintar, participar desse momento que é tão valioso pra ela. É muito bom estar junto. Ela ajudou a pintar e isso tudo significa muito pra mim. Não foi uma empresa que doou e pronto. A gente está ali e participa o tempo todo do processo pessoalmente. Mais pra frente, vamos ter um site com um link para receber doações e um espaço pra gente mostrar o trabalho que está sendo feito”.

Glamurama: Fora isso, você faz palestras motivacionais, é isso?
Isabelle Drummond: “Posso falar para jovens sobre minha experiência como empreendedora. Se isso vai motivar de alguma forma as pessoas a se desenvolverem, por que não? O empreendedorismo é se arriscar, ir com a cara e a coragem e assim fazer aquilo acontecer. Tudo é sempre uma obra: a gente não sabe exatamente no que vai dar. Mas acho que o empreendedor tem essa veia, não tem problema de arriscar para construir o novo. Sou assim. Gosto de projetos e de construir coisas que acredito que vão trazer alguma transformação para o mundo. No meu entender é isso: trazer algo de bom e diferente que as pessoas precisem”.

Glamurama: Com toda essa responsabilidade social, como você escolhe as publicidades que faz? O que leva em consideração na hora de firmar parceria com uma marca, sabendo que vai influenciar milhões de fãs?
Isabelle Drummond: “Me preocupo com o histórico e a credibilidade da marca. Agora fechei parceria com uma marca dermatológica para uma linha mais democrática. Isso é a minha cara porque gosto que as coisas sejam acessíveis pra todo mundo. De alimentação à beleza… Claro que tudo que é bom tem um preço, obviamente, mas o que a gente puder trazer para o grande público… Tudo pra mim tem que fazer parte da minha verdade, do que eu acredito, e ter um propósito”.

Glamurama: Já que o assunto foi para esse lado, que cuidados de beleza você tem?
Isabelle Drummond: “Uso um sabonete natural sem química. Lavo bem a pele, passo água termal, creme com protetor solar e quase todo dia aplico uma máscara à noite. Às vezes pego sol bem pouquinho de manhã pra ficar com uma corzinha, mas bebo bastante água e sempre tiro a maquiagem, tudo certinho. Também faço peeling de diamante e esfoliação com açúcar. E gosto de gelo no rosto antes da maquiagem para tirar olheira”.

Glamurama: Vamos falar de “Verão 90 Graus”?
Isabelle Drummond: “Não posso adiantar muito porque essa é uma estratégia pensada pela Globo, mas posso falar que faço a Manuzita, que é filha da personagem da Claudia Raia e vive um romance com o personagem do Rafael Vitti – e o vilão é o irmão dele, feito pelo Jesuíta Barbosa. Eles três se conhecem na infância, se separam e depois se reencontram adultos. A Manuzita é uma ex-apresentadora mirim de muito sucesso, que cai no esquecimento e agora batalha uma carreira de atriz”.

Glamurama: Você foi uma estrela mirim, muito amada pelas crianças como Emília do “Sitio do Pica Pau Amarelo”. Cair no ostracismo quando você cresceu e deixou de interpretar o papel era um fantasma?
Isabelle Drummond: “Eu fui vivendo os processos sem pular etapas. Foi uma construção muito natural e as coisas foram acontecendo no tempo certo”.