04.08.2019  /  9:00

Investigação aponta que a maior golpista da história de Hollywood na verdade é um homem. Oi?

Richard Suckle, Amy Pascal e Kathleen Kennedy foram imitados pelo golpista || Créditos: Reprodução

A maior golpista da história de Hollywood é tão golpista que na verdade nem mulher é. Não entendeu? Glamurama explica: há tempos sendo procurado pelo FBI, um homem suspeito de ter organizado um esquema no qual se passa por poderosas e poderosos da meca do showbiz na tentativa de atrair pessoas para encontros cheios de segundas intenções foi alvo de uma investigação particular, conduzida pela empresa americana K2, cuja maior revelação foi justamente seu sexo.

Até então, todo mundo achava que os crimes tinham sido orquestrados por um mulher, já que o criminoso em questão costumava se passar por executivas como Amy Pascal, ex-chefona da Sony, e Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, sempre que entrava em contato com as vítimas, prometendo a elas oportunidades de trabalho irrecusáveis e em seguida as convencendo a encontrá-lo em um quarto de hotel para discutir o assunto.

Apelidado de “Rainha dos Golpes de Hollywood”, o misterioso criminoso que em uma ocasião também se apresentou como Richard Suckle (o produtor de “Mulher Maravilha”) então se apresentava e, na maior cara de pau, oferecia favores sexuais em troca do empregão dos sonhos. E olha que muitos caíram na conversa dele, hein! “Seja lá quem for, é alguém com um talento fora do comum para imitar as vozes tanto de mulheres quanto de homens e convencer quem quer que seja de que tudo está bem mesmo quando as evidências apontam para o contrário”, concluíram os investigadores da K2. (Por Anderson Antunes)