Miles Scott, o Batkid, no colo do Batman || Créditos: Reprodução

Garoto que quebrou a internet em 2013 e ficou conhecido como Batkid está oficialmente livre do câncer

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Miles Scott, o Batkid, no colo do Batman || Créditos: Reprodução

Lembra de Miles Scott, o garotinho de 4 anos diagnosticado com leucemia linfoblástica quando tinha apenas 18 meses de vida, e que em 2013 “quebrou” a internet ao ter seu desejo de se tornar um super-herói da DC Comics por um dia realizado pela fundação americana Make a Wish? Hoje com 11 primaveras recém-completadas e mundialmente conhecido como Batkid, já que o personagem dos quadrinhos que ele escolheu viver em sua aventura épica de 24 horas foi o Batman, Scott está oficialmente livre do câncer. Entrevistada nessa segunda-feira no talk show matutino “Today”, da televisão dos Estados Unidos, Natalie Scott, a mãe do garoto, contou que os primeiros exames indicando a remissão foram feitos em novembro do ano passado, mas só agora os médicos que tratam dele decidiram avalizar de uma vez por todas os resultados dando conta de que Scott “derrotou” a doença.

Scott recebeu até a chave da cidade de San Francisco || Créditos: Reprodução

Quase seis anos atrás, quando o grande dia de Scott como o homem-morcego praticamente parou San Francisco, contou com a participação de ao menos 12 mil pessoas e ainda lhe rendeu a chave da cidade, a história dominou as manchetes e resultou em mais de 1,84 bilhão de hashtags com a palavra #Batkid compartilhadas nas principais redes sociais. O sucesso foi tão grande que um documentário independente sobre a aventura, intitulado “Batkid Begins”, foi lançado pouco tempos depois e arrecadou mais de US$ 74 mil (R$ 291 mil) nas bilheterias de lá, sendo que a grana da venda de ingressos foi inteiramente doada para a Make a Wish realizar os desejos de outras crianças na mesma situação – agora superada – que o pequeno viveu. É final feliz que chama? (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o trailer de “Batkid Begins”, o doc sobre Scott [ÁUDIO EM INGLÊS]:

Você também pode gostar