||Créditos: Divulgação/Revista J.P

Conheça Lucas Silveira, campeão mundial júnior de surfe

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
||Créditos: Divulgação/Revista J.P
||Créditos: Divulgação/Revista J.P

O carioca Lucas Silveira, campeão mundial júnior de surfe 2016 aos 19 anos – Gabriel Medina e Kelly Slater também venceram essa modalidade –, é o novo dono dos melhores picos na cidade. Ele bateu um papo com a coluna para contar sobre a premiação e suas praias preferidas do Rio de Janeiro

Por Denise Meira para a Revista J.P de maio

Revista J.P: Qual é a melhor pico para pegar onda no Rio?
Lucas Silveira: Quando era pequeno gostava do Recreio, porque lá a onda é mais fácil. Hoje em dia prefiro surfar em São Conrado, onde elas são mais fortes e tubulares. A Barra é outra opção, porque é perto de casa. Não curto muito Ipanema e Leblon porque são muito cheias, além das ondas serem menores. Em relação à beleza, a Prainha é bastante preservada.

Revista J.P: Qual é a parte boa e a ruim de ser surfista na cidade?
Lucas Silveira: O Rio tem bastante opção. Como a costa é grande, dá para ir dirigindo e escolhendo as ondas. O clima aqui também é sempre quente, o que ajuda. Fora que quando estou no mar sempre encontro amigos. Agora, a parte ruim é a sujeira da água.

Revista J.P: O que faz quando não está surfando?
Lucas Silveira: Gosto de ir aos barzinhos da rua Olegário [Maciel, no Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca] com meus amigos. É bem tranquilo e lá sempre tem uma galera boa, do surfe.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…