BBC pede desculpas por conduta em entrevista polêmica com Lady Di após investigação apontar que jornalista mentiu. Entenda!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Diana e Martin Bashir // Reprodução: YouTube

Uma das entrevistas mais polêmicas de Lady Di à imprensa aconteceu em 1995 à emissora britânica BBC e foi conduzida pelo jornalista Martin Bashir. Apesar das revelações bombásticas que causaram grande impacto na época – como a declaração “Éramos três neste casamento”, se referindo ao affair de Charles com Camilla Parker Bowles -, a conversa andava esquecida há um bom tempo. Vinte e seis anos para ser exato. Acontece que um relatório de investigação divulgado nessa semana trouxe o vídeo à tona de novo ao apontar que a emissora não cumpriu com “altos padrões de integridade e transparência” e que Bashir agiu de forma “desonesta” falsificando documentos para conseguir a entrevista.

O inquérito interno aconteceu a pedido de Earl Spencer, irmão da princesa, que desde a veiculação do material denunciou o método usado pelo jornalista para conseguir a presença de Diana e garantir o conteúdo bombástico. Na época, a entrevista chegou a ser assistida por 20 milhões de pessoas ao redor do mundo e representou uma grande quebra do protocolo real. Nela, Diana deu detalhes sobre seu casamento infeliz com Charles, admitiu ter tido um caso extraconjugal e confessou sofrer de bulimia.

Após a divulgação do relatório, a BBC assumiu que a reportagem tem “falhas claras” e fez o mea culpa: “Lamentamos muito por isso”. A emissora ainda escreveu uma carta aos príncipes William e Harry, filhos de Diana, e endereçou desculpas ao príncipe Charles e para o conde Charles Spencer, outro irmão da princesa. Além disso, todos os prêmios recebidos pela entrevista, inclusive um troféu Bafta em 1996, foram devolvidos pela emissora.

Ao descobrir que Martin Bashir mostrou ao conde Spencer um extrato bancário falsificado com pagamentos de um conglomerado da mídia a um ex-funcionário de sua equipe para conseguir sua confiança e então ser apresentado à Diana, o diretor-geral da BBC, Tim Davis, disse: “Embora o relatório afirme que Diana, Princesa de Gales, estava entusiasmada com a ideia de uma entrevista com a BBC, está claro que o processo para garanti-la ficou muito aquém do que o público tem o direito de esperar. Embora a BBC de hoje tenha processos e procedimentos significativamente melhores, aqueles que existiam na época deveriam ter evitado que a entrevista fosse garantida dessa forma”.

Bashir, um dos jornalistas mais conhecidos do Reino Unido, admitiu a falsificação e afirmou que “foi uma estupidez”, mas que o ato não afetou a decisão de Diana em falar com ele. Vale lembrar que o jornalista é famoso não só pela entrevista com Lady Di, mas também pelos depoimentos bombásticos que recebeu de Michael Jackson em papo veiculado em 2003. Play para relembrar algumas declarações da eterna Princesa de Gales:

Você também pode gostar