Fotografia de 1967 de Audrey Heoburn por Terry O'Neill será leiloada em Londres
Fotografia de 1967 de Audrey Heoburn por Terry O’Neill será leiloada em Londres || Créditos: Divulgação

As dores e alegrias de Audrey Hepburn em cartas inéditas ao público

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Fotografia de 1967 de Audrey Heoburn por  Terry O'Neill será leiloada em Londres || Créditos: Divulgação
Fotografia de 1967 de Audrey Hepburn por Terry O’Neill será leiloada em Londres || Crédito: Divulgação

Detalhes particulares da vida de Audrey Hepburn, que vão de dolorosos a felizes, vieram à tona através de uma coleção de cartas nunca antes divulgadas. Escritas entre 1951 e 1960 para o amigo e mentor da atriz, Felix Aylmer, elas mergulham no final devastador do seu noivado com o empresário James Hanson, bem como seu casamento subsequente com o primeiro marido Mel Ferrer, dois dos seus abortos espontâneos e o nascimento de seu primeiro filho, Sean.

“Com o coração pesado eu temo que pensei que fosse possível tornar as nossas vidas e carreiras combinadas com esforço”, escreveu Hepburn em uma das cartas sobre o rompimento com Hanson. “É tudo muito infeliz “, completou ela ao amigo Aylmer. Cerca de dois anos depois, a atriz conheceu o ator mais velho Mel Ferrer, que se tornaria seu primeiro marido. “Queremos mantê-lo um segredo obscuro, a fim de tê-lo sem a ‘imprensa'”, confidenciou Hepburn algumas semanas antes da cerimônia de 1954. O casal se divorciaria mais tarde, em 1968, e ela se casaria com o psiquiatra italiano Andrea Dotti em 1969. A última carta na coleção enfoca o nascimento de Sean, seu filho com Ferrer, após dois abortos espontâneos difíceis. “Sean é realmente um sonho”, escreveu ela. “Acho que é difícil acreditar que ele é realmente nosso. Anseio em mostrá-lo a você. Todos os três, enviamos nosso amor e beijos, Audrey.”

Acima Audrey Hapburn com seu primeiro marido, Mel Ferrer e abaixo a atriz, com Andre Dotti, com quem teve o segundo filho, Luca Dotti
Acima, Audrey Hepburn com seu primeiro marido, Mel Ferrer; abaixo, a atriz com seu segundo marido, Andrea Dotti, com quem teve o segundo filho, Luca Dotti || Crédito: Getty Images

As cartas irão a leilão no final deste mês em Londres e devem arrecadar até US$ 5.270 (R$ 18.292). Uma fotografia de 1967 da atriz por Terry O’Neill também está indo para o leilão e espera-se que seja vendida por cerca de US$ 2.100 (R$ 7.290) a US$ 2.800 (R$ 9.720).

*Audrey Hepburn morreu em 1993, aos 63 anos, após uma batalha contra o câncer.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…