21.10.2020  /  12:09

Instagram é acusado de ‘gordofobia’ por censurar foto de comediante idêntica a de supermodelo. Entenda!

Candice Swanepoel (esquerda) e Celeste Barber: mesma pose, tratamento diferente || Créditos: Reprodução

Pelo menos desde 2018, a comediante australiana Celeste Barber costuma quebrar a internet com posts nos quais recria, sempre com muito bom humor, cliques postados por modelos e outras celebridades no Instagram, no melhor estilo Expectativa X Realidade. Acontece que em uma dessas últimas paródias fotográficas, Barber sem querer trouxe à tona uma velha polêmica: a de que as redes sociais gostam mais das pessoas cujo padrão de beleza se encaixa naquilo que é considerado ideal.

A humorista, de 38 anos, compartilhou com seus mais de 7,4 milhões de seguidores uma foto em que aparece copiando uma pose da top sul-africana Candice Swanepoel, uma das precursoras da chamada ‘barriga negativa’. Os algoritmos entraram em ação e, assim, por acaso, só que não, apenas a imagem de Celeste era censurada sempre que os fãs tentavam compartilhá-la.

Daí surgiu o bafafá, já que para muita gente isso seria um indicativo de que a ex-Angel da Victoria’s Secret, foi, de certa forma, beneficiada pelo algoritmo do aplicativo, que privilegiaria pessoas magras, loiras e lindas (algo que seu dono, o Facebook, sempre negou). Em tempo: Barber conseguiu muito mais curtidas que Swanepoel – quase 537 mil contra 273 mil, para ser exato.

Em junho passado, por exemplo, a rede removeu uma foto da modelo plus size Nyome Nicholas-Williams, em que aparece com os seios cobertos pelos braços. Seus seguidores se reuniram pela causa, usando a hashtag #IwantToSeeNyome (#queremosvernyome).

Tanto Barber quanto Nyome dizem que o Instagram se desculpou, dizendo que suas imagens foram censuradas por engano, e agora estão trabalhando com a plataforma para atualizar suas diretrizes.

*

Abaixo, os posts originais de Barber e Swanepoel que causaram a polêmica:

View this post on Instagram

Salty.

A post shared by @ angelcandices on