Art Nouveau inspirou Karl Lagerfeld para Baile da Rosa em Mônaco

0 Compartilhamentos
0
0
0
cine-home (1)
À esquerda, perfil da designer Mela Koehler em cartão postal da Wiener Werkstätte assinado em 1914. À direita, croquis da entrada do salão e do salão principal da festa || Créditos: Divulgação

O anual Baile da Rosa em Mônaco, um dos galas beneficentes mais icônicos do mundo, sobretudo por ser concebido por Caroline de Mônaco, princesa de Hanover e presidente da Fundação Princesa Grace, chega à sua 63ª edição no dia 18 de março.

A pedido da anfitriã, o projeto da festa será novamente assinado a quatro mãos por ela em parceria com Karl Lagerfeld. O tema deste ano? O Art Nouveau, celebrando um dos mais belos cenários artísticos e movimentos arquitetônicos: a Secessão de Viena.

 A decoração da festa, que rola no Salle de Etoiles, no Sporting Monte Carlo, será baseada nas pegadas arquitetônicas de Josef Hoffmann e sua oficina vienense Wiener Werkstätte de forma realista, mas mantendo a exuberância que pede um baile como este. O teto será revestido com candelabros, dando aos convidados a oportunidade de admirar o grafismo que marcou o ápice do movimento artístico, enquanto as mesas serão decoradas com cores extraídas de esboço do tecido do tapete “Fleurs en clochette” para a oficina de Stoclet e Gustav Klimt.

Decorado com elementos cênicos banhados por conjunto de luzes douradas, o palco vai remeter à sala de recepção do pavilhão austríaco da Werkbund Exposition em Colônia, em 1914.

O dress code da noite é black tie e os convites estão à venda por 800 euros (R$ 2.640) por pessoa. Surpresas são aguardadas ao longo da noite. Promete!

0 Compartilhamentos