30.08.2020  /  9:00

Ingresso para ser co-chair de Kamala Harris em evento virtual custa perto de R$ 3 milhões

Kamala Harris || Créditos: Reprodução

A próxima quinta-feira, 3 de setembro, será um dia importante em Hollywood. É que parte da elite da meca do showbiz deverá se reunir para um fundraiser virtual em prol da candidatura de Kamala Harris à vice-presidência dos Estados Unidos na chapa liderada pelo democrata Joe Biden, por enquanto o principal adversário do atual presidente do país e almejante à reeleição Donald Trump nas eleições americanas de novembro (a menos que Kanye West surpreenda a todos…). Muito bem vista pelos astros e estrelas da televisão e do cinema de lá, a política será celebrada por uma turma estrelada que inclui nomes como os do diretor J.J. Abrams e o do produtor Ryan Murphy, este último sendo também o organizador da iniciativa junto com seu marido, David Miller.

As atrizes Katie McGrath e Cait Thompson, os produtores Lee Daniels e Michael Rotenberg, o diretor de TV Chuck Lorre e o astro da telona Don Cheadle já confirmaram presença na reunião online, que será fechada. Para se juntar a eles, além da necessidade de ter boa fama na indústria do entretenimento, é preciso pagar US$ 10 mil (R$ 54,5 mil) pelo ingresso mais em conta, sendo que os de co-host custam entre US$ 100 mil (R$ 544,9 mil) e US$ 250 mil (R$ 1,36 milhão). Mas o máximo do máximo mesmo é ser co-chair do e-evento e ter a chance de dialogar diretamente com Harris, vista por muitos como uma possível concorrente à Casa Branca em 2024, desde que se desembolse a bagatela de US$ 500 mil (R$ 2,72 milhões) pelo privilégio. (Por Anderson Antunes)