19.01.2020  /  9:00

Inaugurado há um ano, edifício residencial do Hudson Yards só teve 13 dos 143 apês vendidos

Uma das torres residenciais do complexo imobiliário || Créditos: Reprodução

Inaugurado em Nova York com estardalhaço no ano passado, o Hudson Yards logo se tornou um dos pontos turísticos mais visitados da Big Apple. Mas nem tudo vai às mil maravilhas no maior complexo imobiliário de NY desde o lançamento do Rockefeller Center, em 1939, principalmente porque a principal torre residencial do empreendimento ainda pena para atrair compradores.

Só para se ter uma ideia do tamanho do pepino, dos 143 apartamentos que existem na 35 Hudson Yards apenas 13 foram vendidos até agora por preços que começam nos US$ 5 milhões (R$ 20,9 milhões). Justiça seja feita, é possível que essa má performance tenha mais a ver com a queda brusca nas vendas de imóveis de luxo em NY, coisa de 28% a menos nos últimos três anos. (Por Anderson Antunes)