27.06.2020  /  9:00

Ilha nas Bahamas que não teve casos de Covid-19 tem resort exclusivo que pode ser alugado por US$ 300 mil

Vista aérea de Long Island, nas Bahamas: a pandemia não chegou lá || Créditos: Reprodução

A fim de curtir o verão no hemisfério norte em uma ilha paradisíaca nas Bahamas onde até agora não se registrou um caso sequer de Covid-19? O paraíso em questão é a Long Island que fica pertinho da Great Exuma, uma das principais ilhas do arquipélago localizado na costa do Atlântico na América do Norte, e no qual se encontra um dos resorts mais exclusivos de lá, o Kahari Resort.

Com apenas 13 bangalôs e capacidade máxima para 25 pessoas, o hotspot só trabalha com reservas feitas para o total de suas acomodações e o período mínimo de um mês, o que custa a partir de US$ 300 mil (R$ 1,64 milhão). Decorado no melhor estilo “luxo descolado”, o Kahari tem seu próprio restaurante, que no caso é comandado pelo premiado chef Johann Fritz Zwahlen, que também tem restô em Miami e em Turks e Caicos.

Com uma população fixa de pouco mais de três mil pessoas, a Long Island das Bahamas ainda não teve nenhum de seus moradores infectados pelo novo coronavírus, e no restante do arquipélago composto por mais de 700 ilhas foram registrados desde o começo da pandemia 104 casos, com 11 mortes. A ilha será reaberta aos turistas no próximo dia 1º, com todos os cuidados para se manter livre da doença do momento, claro.

Long Island é um daqueles lugares que só mesmo quem os frequenta conhece, e também não faz muita propaganda sobre suas belezas a fim de mantê-los como um segredo muito bem guardado. Aliás, foi lá que Xisca Perelló e Rafael Nadal – que se casaram no ano passado – curtiram uma lua de mel antecipada antes de sua subida ao altar, em outubro. (Por Anderson Antunes)