12.01.2021  /  11:12

Ídolo da direita americana, Bill O’Reilly sugere que Trump convide Joe Biden para um café da manhã

Donald Trump e Bill O'Reilly
Donald Trump e Bill O’Reilly || Créditos: Reprodução

Um dos maiores ídolos da direita americana, Bill O’Reilly acha que Donald Trump anda exagerando na dose de extremismo em suas últimas semanas de Casa Branca. Em um bate-papo com Cindy Adams, a sempre bem informada colunista social do New York Post, o ex-âncora da Fox News disse que o futuro ex-presidente dos Estados Unidos errou ao subestimar o ódio de seus apoiadores quando os incentivou, na semana passada, a marcharem rumo ao Capitólio para protestar contra o resultado da última eleição presidencial realizada no país.

“De acordo com a Constituição Americana, todo presidente tem o direito de contestar o resultado de um pleito, desde que haja indícios de fraude. Mas ele [Trump] ‘incendiou’ demais as pessoas, e isso sempre cria violência em potencial. E violência de qualquer jeito é inaceitável”, O’Reilly explicou para Adams.

Demitido da “Fox News” em 2017 depois de ser acusado de assédio sexual por várias mulheres que davam expediente no canal de notícias de Rupert Murdoch, O’Reilly afirmou ainda que os trumpistas podem ter colocado em risco o legado do republicano, e para isso há, na visão dele, uma única solução. “O presidente [Trump] deveria ir embora com dignidade, deveria convidar o [presidente eleito] Joe Biden para um café da manhã”, o apresentador sugeriu. (Por Anderson Antunes)