Hotel em Salvador que hospedou de Orson Welles a Carmem Miranda vai reabrir

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
tamanho_hotel
Projeto do rooftop do Palace Hotel reformado || Créditos: Divulgação

As obras do tradicional Palace Hotel, construído em 1934 na Rua Chile, a primeira rua do Brasil, bem no Centro Histórico de Salvador, seguem em ritmo acelerado. O hotel, que já hospedou nomes como Pablo Neruda, Orson Welles, Carmen Miranda e Grande Otelo e está desativado há mais de dez anos, recebeu reforma assinada pelo premiado arquiteto dinamarquês Adam Kurdahl, preservando as características originais do prédio, todo em estilo art déco e tem inauguração prevista para julho de 2016.

Entre as novidades, uma piscina de 25 metros de comprimento na cobertura com borda infinita com vista para a Baía de Todos os Santos. Além disso, o restaurante Adamastor, um lobby bar no térreo aberto o dia todo para café, drinks e lanches e o FERA Lounge, no rooftop do hotel com vista para o Forte São Marcelo, Mercado Modelo, Ilha de Itaparica e Península de Itapagipe. O lugar promete ser ponto de encontro de glamurettes nos fins das tardes, feito sob medida para curtir um pôr do sol. Para receber eventos, o hotel terá o antigo salão do cassino, cenário do filme “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, com capacidade para até 300 pessoas.

Quem assume a gestão do hotel é a FERA investimentos, do mineiro Antonio Mazzafera, com um investindo de R$ 50 milhões. Serão 63 apartamentos, 12 suítes e 6 suítes júnior, espalhados por 6.100 m². Check-in imediato!

cine_hotel
Fachada do Palace Hotel, preservada durante a reforma, e um dos quartos reformados do prédio || Créditos: Divulgação