Honorine Blanc, master perfumer, conta sobre criação para a Avon

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
cine avon
O bate papo de Glamurama com Honorine Blanc no Aigai Spa e o novo perfume da Avon, Far Away Infinity. ||Créditos: André Ligeiro

Avon e Glamurama armaram um bate papo na noite dessa terça-feira em torno do lançamento do Far Away Infinity, nova fragrância da Avon criada pela master perfumer Honorine Blanc, da casa de fragrâncias Firmenich. O Aigai Spa, refúgio zen no Alto de Pinheiros, em São Paulo, recebeu convidados especiais que puderam descobrir um pouco mais sobre a posição exclusiva de um master perfumer, a mais importante de uma casa de fragrância, ocupada apenas por 22 nomes no mundo todo, sendo que entre eles apenas 8 são mulheres. A escolha de Honorine vai de encontro ao posicionamento da Avon, que busca o empoderamento da mulher sob o mote: Beleza que faz Sentido. Confira abaixo alguns trechos do bate papo.

Glamurama: Você nasceu no Líbano , mudou-se para Paris e agora trabalha em Nova York. Essas experiências influenciam suas criações ?
Honorine Blanc: No Líbano, onde nasci, as mulheres têm um cuidado especial com a beleza e com esse momento único de cuidar de si. Diferente de alguns lugares do mundo, onde as mulheres estão tão preocupadas com o poder e esquecem desses detalhes. Vim de um país onde o cheiro, as comidas e as fragrâncias são muito importantes e, quando me mudei para Paris, aprendi a apreciar outras áreas, como a cultura, a arte, as histórias do passado e a música. Depois me mudei para NY, que é minha casa, onde eu encontro pessoas do mundo todo com sede de viver e que me incentivam a desafiá-las com novas criações. Quando eu olho para trás, como estou fazendo agora, vejo que sim, todas essas referências moldaram minha personalidade e abriram minha mente para ser mais criativa e desafiadora.

Glamurama: Como é ser uma perfumista e fazer parte de um dos 22 narizes responsáveis pelas maiores criações de fragrâncias do mundo?
Honorine Blanc: Esse título representa minha paixão pela perfumaria e a alma da empresa que represento. Trabalho 24 horas por dia. Mesmo quando penso que não estou trabalhando, meu cérebro, meus sentidos, meu nariz, estão exercitando. E por isso é sempre importante tomar notas. Carrego Moleskines há 25 anos para todos os lugares que vou e eles são minha referência de inspirações. Se algum dia, acordar sem ideias, volto para os meus caderninhos e posso criar.

Glamurama: Ser mulher é diferente de ser um homem em uma profissão como essa?
Honorine Blanc: No começo foi bem difícil afinal a preferência era do sexo masculino. Tive que achar um vão entre eles, impondo respeito e ao mesmo tempo continuando com a minha feminilidade. Nossa sensibilidade é diferente, colocamos nossa alma nas fragrâncias. Aceitei o título, mas nunca mudei quem eu sou.

Glamurama: Conte-nos sobre a nova fragrância para a Avon, a Far Away Infinity, como foi criá-la? O que lhe inspirou?Honorine Blanc: Foi mais de um ano de muito trabalho e vários testes para chegar na fragrância final.Visitei países como a Itália, Índia, Marrocos e Indonésia e conferi as flores escolhidas in loco, todas extremamente femininas e sensuais, que estão presentes em cada gota na minha nova fragrância. A minha intenção é fazer a cliente viajar comigo através dos sentidos para estes lugares.

Glamurama: Como é criar um perfume que vai estar nas mãos de milhões de mulheres no mundo? Especialmente no Brasil, onde a Avon tem 1,5 milhões de revendedoras?
Honorine Blanc: Não tem nada melhor do que fazer um produto que poderá atingir um número tão grande de mulheres e deixá-las felizes e confiantes, afinal um perfume é a nota mais visível da sua personalidade para a sociedade.

 *

Em tempo uma última dica da perfurmista: “Se o taxista elogiar seu perfume depois de um dia de trabalho, essa é a maior prova de que você encontrou uma boa fragrância”. Anote aí Glamurette!