Homenagem à Semana de Arte Moderna de 1922 ganha série de atividades culturais em São Paulo. Às dicas!

36 Compartilhamentos
36
0
0
0
0
0
Casa da Rosa, Pinacoteca e Sala São Paulo| Crédito: Secretária de Cultura de São Paulo

Para celebrar o legado da Semana de Arte Moderna de 1922, o Governo de São Paulo lançou o “Modernismo Hoje”, ação coordenada pelas secretarias de Cultura e Economia Criativa e de Turismo, que conta com uma agenda disponível até dezembro de 2022. Os objetivos são: gerar oferta cultural de grande relevância e alta qualidade, valorizar a Semana de 22 e seu impacto na produção cultural brasileira, estimular a reflexão sobre o modernismo e o legado dos modernistas. Para comemorar esse legado, Glamurama selecionou quatro atividades especiais:

Na Sala São Paulo
Ciclo de concertos “Clássicos Modernistas” com a execução pela Osesp na Sala São Paulo reúne 100 obras de compositores influenciados pelo modernismo. Marque na agenda: vai até dezembro de 2022.

Na Casa das Rosas
Até dezembro de 2022 será possível conferir uma série de slams (competição em que poetas leem ou recitam um trabalho original) de “A Contribuição Milionária de Todos os Erros”, de Oswald de Andrade.

Na Pinacoteca de São Paulo
Exposição “A Máquina do Mundo”, com obras de artistas modernistas e contemporâneos. O título da exposição é inspirado em um poema do Carlos Drummond de Andrade, publicado em 1951, e, com isso, toma também a própria arte como máquina de interpretação e produção de sentidos a respeito das coisas do mundo e de como elas funcionam. Com curadoria de José Augusto Ribeiro, a mostra vai até 7 de fevereiro de 2022.

No Memorial da América Latina
A ocupação “A Semana que Durou um Século”, possui uma agenda intensa com exposição imersiva, intervenções urbanas, shows, teatro e gastronomia. Disponível até março de 2022.