23.08.2019  /  8:27

Homem que defendeu Cardi B em briga de bar foi preso nessa quinta em NY sob suspeita de tráfico de drogas

Cardi B || Créditos: Reprodução

Jeffrey Bush, um homem que serviu de escudo para Cardi B naquela briga de bar que a rapper favorita de Madonna se envolveu em outubro do ano passado, foi preso na manhã dessa quinta-feira em sua casa no Williamsburg, um bairro hip de Nova York, sob a acusação de ter vendido o equivalente a US$ 12 mil (R$ 48,9 mil) em crack para vários clientes ricos que tem na cidade. A polícia também encontrou US$ 15 mil (R$ 61,2 mil) em dinheiro vivo depois que revistou a propriedade, além de pacotes recheados com comprimidos e o que aparentava ser maconha.

As autoridades da Big Apple já estavam há tempos na cola dele, que também é suspeito de ser membro de uma das maiores gangues de rua de lá, a 5-9 Brims Bloods, razão pela qual o prenderam sem possibilidade de fiança. Já a verdadeira ligação de Bush com a estrela do hip hop continua sendo um mistério, mas ele parece se importar bastante com ela, tanto que a protegeu com o próprio corpo na tal briga de bar de NY quando as coisas perderam o controle.

Na ocasião, Cardi B estava com um grupo de amigos no clube Angels Strip do Queens quando decidiu tirar satisfações com uma das garçonetes do hotspot que, suspeitava a intérprete de “Bodak Yellow”, estava dormindo com seu namorado. Daí para as vias de fato não demorou muito, mas Bush pulou pra frente da popstar imediatamente a fim de defendê-la. No fim, todo mundo deixou o local algemado, e agora há indícios de que a confusão tenha tido como principal motivo algo muito mais grave do que uma simples pulada de cerca. (Por Anderson Antunes)