31.01.2019  /  7:45

Hogwarts sem banheiro e dentes falsos: Daniel Radcliffe faz revelações sobre os bastidores de Harry Potter

Daniel Radcliffe || Créditos: Getty Images

Protagonista da série de comédia “Miracle Workers”, na qual vive um anjo responsável pelas orações dos humanos, Daniel Radcliffe está fazendo um tour promocional para divulgar a atração que estreia em fevereiro nos Estados Unidos. Só que durante as coletivas que tem concedido para falar sobre o novo trabalho, o eterno astro da franquia “Harry Potter” sempre é questionado sobre sua experiência como intérprete do bruxinho mais famoso da telona.

A boa notícia é que Radcliffe leva a curiosidade dos jornalistas na esportiva, e vira e mexe acaba revelando coisas jamais imaginadas pelos fãs do personagem criado por J.K. Rowling. Outro dia, por exemplo, o ator contou que ele e seus colegas de cena no job que os alçou à fama no começo dos anos 2000 precisaram usar próteses dentárias ao longo de boa parte das gravações dos primeiros filmes.

É que todos eles ainda eram crianças e, vez por outra, perdiam um dente nos sets de filmagens, como é comum nessa fase da vida. A solução encontrada pelos produtores da Warner, o estúdio responsável pelo hit cinematográfico, foi sempre ter por perto um ou mais dentes falsos feitos sob medida para a turminha a fim de evitar que a natureza “atrapalhasse” a continuidade da trama.

Outra que Radcliffe deixou escapar recentemente tem a ver com Hogwarts, onde Harry e companhia são ensinados sobre a arte da magia. Acontece que o castelo da Escócia que serviu de locação para a escola fictícia simplesmente não tinha encanamento, e como fica no meio do nada em uma região montanhosa do país, sempre que alguém precisava ir ao banheiro a situação apertava – literalmente.

Hoje com 29 anos, Radcliffe também disse em um bate papo com a imprensa para falar sobre “Miracle Workers” que fez questão de conhecer o parque temático The Wizarding World of Harry Potter, em Orlando, mas optou por fazer isso sozinho. “Me ofereceram um tour privativo e eu aceitei na hora”, relembrou. “Acho que teria sido muito bizarro ter estado lá com turistas, mas adorei a experiência”. (Por Anderson Antunes)