12.11.2017  /  8:00

Herdeiros de Tolkien pedem US$ 200 mi para liberar “O Senhor dos Anéis” para a TV

Jeff Bezos é fã da trilogia || Créditos: Getty Images/Reprodução

Uma série de TV baseada na trilogia “O Senhor dos Anéis”, de J.R.R. Tolkien, só não saiu do papel ainda porque os herdeiros do escritor pediram um valor que está sendo considerado alto demais para liberar os direitos autorais aos interessados em tocar o projeto – no caso, a Amazon Studios, hoje em dia a principal concorrente da Netflix no segmento de streaming.

Segundo o que se comenta em Hollywood, a família de Tolkien colocou na mesa cifras astronômicas, entre US$ 200 milhões (R$ 656,4 milhões) e US$ 250 milhões (R$ 820,5 milhões), e isso apenas para cobrir os royalties referentes a uma eventual primeira temporada.

A boa notícia é que o cofundador e CEO da Amazon, Jeff Bezos, não somente é fissurado nas aventuras de Frodo Bolseiro e companhia como também se firmou há alguns dias no posto de homem mais rico do mundo, com uma fortuna de US$ 94,8 bilhões (R$ 311,1 bilhões), depois de disputar o título centavo a centavo com o ex-número um Bill Gates. Dinheiro, portanto, não é problema para ele. (Por Anderson Antunes)