28.01.2020  /  11:33

Harvey Weinstein colocou à venda imóveis avaliados em mais de R$ 250 mi seis meses antes das acusações de abuso sexual

Harvey Weinstein || Créditos: Reprodução

O julgamento de Harvey Weinstein está trazendo vários fatos curiosos à tona, e um destes é que o ex-bambambã de Hollywood colocou à venda imóveis avaliados em US$ 60 milhões (R$ 252,4 milhões) em abril de 2017, e portanto cerca de seis meses antes de ver sua casa cair na terra do cinema por conta das várias acusações de assédio e até de abuso sexual pelas quais agora responde na justiça.

Além de salas comerciais que Weinstein mantinha em sociedade com seu irmão, Bob Weinstein, todas localizadas em regiões caras de Nova York, outras seis propriedades residenciais foram listadas pelo produtor – sendo a mais cara um château nos Hamptons que acabou sendo vendido com prejuízo por US$ 10 milhões (R$ 42,1 milhões) no começo de 2018.

Há a suspeita de que Weinstein possa ter sido avisado da tempestade que estava por vir, e de que estava prestes a protagonizar um escândalo que acabou o transformando no maior predador sexual do showbiz. Mas o que ninguém imagina é quem teria se arriscado para soprar isso no ouvido dele e, mais importante ainda, por qual motivo. O julgamento, no entanto, continua… (Por Anderson Antunes)