05.12.2018  /  8:37

Gwyneth Paltrow dá graças a Deus por ter terminado namoro com Brad Pitt em uma época sem redes sociais

Gwyneth Paltrow || Créditos: Getty Images

Garota da capa da edição mais recente da “Wall Street Journal Magazine”, Gwyneth Paltrow abriu o jogo sobre praticamente tudo em uma entrevista de coração aberto que deu para a publicação americana. O casamento dela com Brad Falchuk em setembro, claro, foi um dos assuntos abordados (“Tem sido fantástico”, a atriz de 46 anos revelou sobre sua subida ao altar com o produtor de Hollywood. “Acho que podemos escolher melhor nossos parceiros de vida da meia idade em diante”).

Mas o que realmente está dando o que falar foi o que a vencedora do Oscar por “Shakespeare Apaixonado” afirmou sobre dois de seus ex mais famosos: o líder do Coldplay Chris Martin, com quem ela foi casada entre 2003 e 2016, e o eterno galã Brad Pitt, seu namorado entre 1994 e 1997. Sobre o primeiro, que é pai dos filhos dela – Apple, de 14 anos, e Moses, de 12 – Paltrow contou que ele tem um quarto em sua casa para ocupar em suas ausências.

Já sobre Pitt, que em 2016 se separou de Angelina Jolie e ainda está envolvido em um conturbado processo de divórcio resultante do fim nada amigável do casamento deles, a fundadora da hypada marca de lifestyle Goop! deu graças a Deus por ter se relacionado com o astro em uma época com menos paparazzi e sem redes sociais. “A Cameron [Diaz] e eu falamos sobre isso o tempo inteiro. Escapamos de viver essa loucura [de hoje em dia]”, disse.

E por falar em sucesso além da telona, Paltrow ainda se gabou ao dizer que a popularização do ioga é crédito seu e que tem um guardião de peso em Hollywood – ninguém menos que o todo-poderoso Bob Iger, CEO da The Walt Disney Company desde 2005, que “pode até quebrar os vidros pra entrar” em sua casa se for preciso – e que uma de suas mentoras é a rainha de todas as mídias Oprah Winfrey. Só mesmo Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, que ainda não respondeu os e-mails da bela que, por sinal, anda mais otimista do que nunca. (Por Anderson Antunes)

Paltrow na capa da “Wall Street Journal Magazine” || Créditos: Reprodução