07.04.2019  /  9:00

Guerra à pirataria! Justin Bieber consegue retirar da internet peças falsificadas de sua marca

Justin Bieber com um moletom da Drew House || Créditos: Reprodução

Justin Bieber declarou guerra à pirataria. Mas não a dos discos dele – para essa, assim com a grande maioria de seus colegas, o cantor não está nem aí, já que nesse caso o grosso do prejuízo geralmente fica com as gravadoras. O problema são as falsificações da Drew House que pipocam nos sites de e-commerce de todo o mundo desde o lançamento da marca de lifestyle, no fim do ano passado, pelo ídolo teen.

Como a primeira coleção assinada por Bieber em sua estreia no universo fashion se esgotou em poucas horas, os fãs dele acabaram recorrendo a essas plataformas online para comprar cópias não autorizadas dos cobiçados moletons com emoji de sorrisos da grife. Os originais custam entre US$ 48 (R$ 185,80) e US$ 148 (R$ 572,91), enquanto os “fakes” saem pela metade desses valores. Daí já viu, né?

Bieber tem usado suas redes sociais para denunciar todos aqueles que tentam lhe passar a perna nesse aspecto, e conseguiu que o site Redbubble removesse várias peças copiadas dele de seu catálogo virtual. Frise-se que mesmo apesar do contratempo a Drew House já pode ser considerada um negócio bem sucedido, e deverá terminar 2019 com vendas pertos dos US$ 100 milhões (R$ 387,1 milhões). (Por Anderson Antunes)

Um dos últimos posts do cantor no Stories do Instagram: piratas não passarão! || Créditos: Reprodução