26.09.2017  /  10:22

Gravidez pode render aumento de salário generoso para Kylie Jenner e sua família

Khloe e Kim Kardashian, a matriarca Kris Jenner, e Kendall, Kourtney e Kylie Jenner || Créditos: Reprodução/The Hollywood Reporter

A gravidez de Kylie Jenner pode render a ela, sua mãe e suas irmãs alguns milhões extras a partir de meados do próximo ano. É que Kris Jenner, a matriarca do clã mais badalado de Hollywood, já negocia com os produtores de “Keeping Up With the Kardashians” um aumento de salário para que todas continuem estrelando a atração, que está completando dez anos no ar e em sua próxima temporada, prevista para estrear no segundo semestre de 2018, deverá focar na chegada do novo herdeiro.

Kylie e Kris, além de Kendall, Kourtney, Khloé e Kim Kardashian e de Caitlyn Jenner, embolsam atualmente cada uma US$ 500 mil (R$ 1,58 milhão) por episódio do programa, o que as coloca entre as estrelas mais bem pagas da TV americana. Kris, no entanto, quer elevar a cifra para pelo menos US$ 750 mil (R$ 2,37 milhões) por episódio, com o pretexto de que tudo a respeito do futuro neto poderá atrair um público ainda maior.

Sucesso sem precedentes na história do showbiz, “KUWTK” é acima de tudo um negócio bilionário que vai muito além da telinha e só nela rende mais de US$ 200 milhões (R$ 631,6 milhões) anuais com a venda de anúncios e dos direitos de exibição para outros os 167 países onde é exibido, inclusive no Brasil, nos quais conta com uma audiência fiel de mais de 100 milhões de telespectadores. (Por Anderson Antunes)