01.06.2017  /  12:05

Governanta de William e Kate não aguenta a pressão e pede demissão

William e Kate com os filhos, os príncipes George e Charlotte || Créditos: Getty Images
William e Kate com os filhos, os príncipes George e Charlotte || Créditos: Getty Images

O clima no Palácio de Kensington, a residência oficial do príncipe William e da duquesa de Cambridge, Kate Middleton, é de fim de mundo. O motivo? Sadie Rice, que era governanta deles desde 2015 e já serviu outros nobres europeus (o príncipe Haakon, da Noruega, entre eles), pediu demissão no início da semana alegando “estresse fora do comum”. Era ela quem segurava as pontas no dia a dia de William e Kate e fazia praticamente de tudo na função, desde a coordenação dos outros funcionários do palácio a tarefas básicas, como compras de itens íntimos para os dois.

Foi justamente o excesso de trabalho que pesou na decisão da profissional de jogar a toalha, apesar das tentativas do casal real de mantê-la no emprego em que recebia £ 35 mil por ano (R$ 145,2 mil). Quem mais está sofrendo com a partida de Sadie são o príncipe George e a princesa Charlotte, que eram bastante apegados a ela, uma das poucas que conseguia controlá-los.

A propósito, circula nos bastidores da realeza que a decisão de William e Kate de criar os filhos como plebeus não é boa para os pequenos, que como qualquer criança adoram fazer bagunça, e não raramente na frente das câmeras. (Por Anderson Antunes)