21.03.2018  /  14:13

Google vai investir quase R$ 1 bilhão até 2021 para combater as “fake news”

As notícias confiáveis aparecerão primeiro || Créditos: Getty Images

Em sua guerra particular contra as “fake news”, o Google prepara uma série de iniciativas para priorizar os conteúdos de melhor qualidade e procedência em sua plataforma de busca de notícias, que também será aplicado ao YouTube. O plano foi anunciado nessa terça-feira por Philipp Schindler, chefe da divisão de negócios da Alphabet (a holding que controla o site de buscas) durante uma “conference call” com investidores de todo o mundo, e prevê investimentos de US$ 300 milhões (R$ 986,7 milhões) nos próximos três anos.

Assim como o Facebook e o Twitter, o Google está sob fogo cruzado de internautas e da grande imprensa por supostamente ter feito corpo mole durante a eleição presidencial de 2016 nos Estados Unidos, quando o compartilhamento de notícias falsas nas redes atingiu seu ápice.

“Jornalismo de qualidade não importa apenas para a sociedade por ser um dos principais pilares de qualquer democracia – também é algo que importa muito para nós da Google Inc. e em especial para o Sundar [Pichai, CEO da empresa]”, Schindler disse. (Por Anderson Antunes)