02.07.2019  /  13:31

Google publica ranking das linhas de metrô e trens mais abarrotadas do mundo… Vem saber!

Milhões de pessoas utilizam metrô e trem ao redor do mundo. Subway, tube, U-bahn, métro… Não interessa onde e como, a verdade é que os trens que circulam por cima e por baixo da terra resolvem a vida de muita gente, seja no dia a dia, seja para turistas em férias… Enfim!

Os desenvolvedores do Google Maps facilitar a vida dos usuários com um novo app que permitirá verificar as situações das linhas de metrô em mais de 200 cidades do mundo, permitindo que a pessoa escolha, se possível, o melhor horário para ir para a estação.

Para chegar às previsões, o Google analisou relatórios de lotação de usuários do Google Maps de outubro de 2018 a junho de 2019 durante o horário de pico (das 6h às 10h) e identificou quais linhas tinham a maior lotação.

Com esses dados, foi criado um top 10 das linhas mais movimentadas do mundo. Embora os passageiros em Nova York e Tóquio acreditem que suas estações de metrô estão sempre abarrotadas, Buenos Aires e São Paulo estão no topo da lista – com três linhas cada no topo do ranking. A linha L de Nova York é a única dos Estados Unidos a fazer parte da lista, enquanto duas de Tóquio estão incluídas – e são as únicas na Ásia. A Europa também está representada com a Linha 13 do Metrô de Paris em quinto lugar.

Confira o top 10 completo:
1. Buenos Aires – Linha Urquiza
2. São Paulo – Linha 11 (Coral)
3. Buenos Aires – Linha A
4. São Paulo – Linha 8 (Diamante)
5. Paris – Linha 13
6. Buenos Aires – Linha C
7. Tóquio – Linha Chuo
8. São Paulo – Linha 9 (Esmeralda)
9. Tóquio – Nippori-Toneri Liner
10. New York – Trem L

Além das previsões de lotação, o Google Maps também introduziu em seu app atualizações ao vivo sobre atrasos de ônibus em centenas de cidades globais. “Isso melhora a precisão do tempo de trânsito para mais de 60 milhões de pessoas”, diz o relatório do Google. “Este sistema, lançado na Índia há três semanas, é impulsionado por um modelo de aprendizado de máquina que combina previsões de tráfego em tempo real com dados sobre rotas de ônibus e paradas para prever melhor o tempo que uma viagem de ônibus levará.”