23.06.2015  /  11:58

Gloria Pires fala sobre papel que promete ficar para a história

aaa
Glória como Nise da Silveira || Crédito: Divulgação

Glória Pires vai mergulhar no universo da psiquiatria. Ela, que está no ar como a ambiciosa Beatriz em “Babilônia”, vai interpretar na tela grande a médica psiquiátrica Nise da Silveira, que revolucionou o tratamento de pacientes com transtornos mentais na década de 40. Ainda sem nome definido, o longa de Roberto Berliner vai mostrar a trajetória real de Nise, que combateu as internações em hospitais psiquiátricos e o uso de métodos violentos como o eletrochoque, e incentivou tratamentos terapêuticos ocupacionais, como a pintura e o contato com os animais.

Para compor a personagem, Glória assistiu documentários sobre o assunto, sugeridos pelo próprio diretor. “Foi um trabalho novo, com uma abordagem interessante sobre como a Dra. Nise desenvolveu seu método de trabalho: observando e compartilhando sentimentos”, disse Glória ao Glamurama. Ela definiu a médica como um “mito” e uma “grande amiga dos atores e das artes”.

“Nise foi contra os métodos fascistas que dominavam a psiquiatria e o mundo dos anos 40 e fez uma revolução dentro de um hospício no subúrbio do Rio, a tratar seus pacientes através da arte e do contato com os animais. O que mais me interessou na Nise foi a capacidade de olhar pra onde os outros não eram capazes e encontrar, nos ditos degradados, artistas fenomenais e a base de seu trabalho”, explicou Roberto Berliner. O filme deve estrear no Festival do Rio, em outubro.

*

Além de viver Nise, Glória vai ser médica em outro longa. Em “Linda de Morrer”, de Cris D’Amato, ela interpreta uma dermatologista que descobre a tão sonhada cura da celulite. A comédia, que conta com Susana Vieira, Vivianne Pasmanter e Angelo Paes Leme, estreia em 20 de agosto nos cinemas.