01.11.2018  /  9:00

Gloria Maria critica caracterização de Freddie Mercury em “Bohemian Rhapsody” e relembra encontro com o mito

Freddie Mercury no histórico show Live Aid (1985) e Rami Malek caracterizado no filme “Bohemian Rhapsody” || Créditos: Reprodução

Gloria Maria é uma das poucas brasileiras que tiveram a honra de estar frente a frente a Freddie Mercury. Nos idos de 1985 ela entrevistou o rockstar para a Globo durante a vinda do Queen para o Rock in Rio. Na noite dessa terça-feira, a apresentadora relembrou o momento e se emocionou ao assistir “Bohemian Rhapsody”, filme que celebra o legado do Queen e a genialidade de Freddie Mercury, em première especial no Allianz Parque, em São Paulo.

A surpresa para ela foi boa, mas com algumas ressalvas. “Amei o filme, achei bárbaro e emocionante, só tenho uma restrição: a caracterização de Rami Malek, ator que interpreta Mercury, ficou meio over. Eu conheci Freddie, entrevistei ele e tudo mais, e ele era meio dentuço mas não da forma como o filme retrata, com os dentes tão para fora, aquela coisa protuberante. Acho que o resultado ficou meio estranho, caricato”, comentou a apresentadora ao Glamurama.

“Impliquei com essa caracterização mas o conjunto da obra é sensacional, ainda mais para quem curte o Queen e para mim, que conheci pessoalmente Freddie Mercury. Fiquei emocionada em estar revisitando a história da banda e a história dele”, completou. Sua parte favorita? “A reprodução do show Live Aid”.

Abaixo, relembre a entrevista feita por Gloria Maria com Freddie Mercury, pouco antes do Queen subir no palco do Rock in Rio.