18.02.2020  /  12:24

Glitter, pigmentos, sol, poluição… e a pele é que sofre no Carnaval! Como evitar? A gente conta aqui

Make de Carnaval // Getty Images

Glitter, diferentes tipos de pigmentos, adesivos… vale tudo para arrasar na make carnavalesca. Isso sem falar na exposição ao sol, vento e poluição. Nessa hora ninguém pensa na pele, que tem que segurar essa overdose de agressões. Conversamos com a dermatologista Karla Assed para saber como manter a cútis saudável em plena folia. Anote aí:

Como preparar a pele para a temporada de maquiagens carnavalescas?
A primeira providência é a aplicação de filtro solar com fator mínimo de 30, ou mais alto caso a exposição ao ar livre seja prolongada. Também é fundamental ingerir muita água, além do uso de água termal no rosto para evitar o ressecamento e promover a hidratação da pele. É fundamental também que haja um ritual diário de demaquilar e manter os cuidados com a pele, limpando, tonificando, hidratando, usando e reaplicando o protetor solar. No final de cada dia de Carnaval, o rosto precisa ser limpo com um sabonete adequado, seguido de demaquilante para a retirada de toda a maquiagem, impurezas e poluição, que podem obstruir os poros e gerar acne e até inflamações. E por fim, após a limpeza, aplicar um hidratante facial indicado para seu tipo de pele.

Chegou a hora de fazer a maquiagem, com muito pigmento, glitter e afins, quais cuidados tomar e como preparar a pele para receber esses produtos?
Aplique o protetor solar 30 minutos antes de se maquiar. Confira a validade e selos de qualidade das maquiagens. Não esqueça do protetor labial. Água micelar ajuda a remover oleosidade da pele. Mas muita atenção aos glitters e afins. Alguns desses produtos em contato com a pele podem causar reações alérgicas, inchaço e vermelhidão que podem aparecer até 24h depois do uso.

Quais os maiores perigos? O que deve ser evitado de qualquer jeito?
Sprays de tinta de cabelo, mesmo com pigmentos temporários e de fácil remoção, podem causar reações alérgicas. Evite tinta guache e canetas coloridas pois não são próprias para a pele. Há o risco de um quadro alérgico e dermatite, podendo prejudicar inclusive a parte respiratória. Opte por maquiagens aprovadas dermatologicamente e não deixe de verificar a validade do produto. Não compartilhe glitter nem qualquer maquiagem, evitando assim risco de conjuntivite e herpes. Outro alerta é atenção ao redor dos olhos, onde os foliões mais costumam usar a purpurina, pois a pálpebra é mais sensível que a pele do rosto. Se entrar em contato direto com os olhos, o produto pode causar até lesão na córnea. Por isso, é importante escolher marcas de maquiagem que tenha selo controle de qualidade. Este cuidado diminui riscos de alergias e contaminação.

Voltando para casa, como retirar essa maquiagem – glitter, por exemplo – sem sensibilizar a pele?
Deve-se tirar o glitter com cuidado para não machucar a pele. Fitas adesivas ou durex podem ser usados com cuidado. Aposte também nos demaquilantes bifásicos, que são oleosos e retiram com mais facilidade a purpurina. Os cabelos não podem ser esquecidos, por isto é importante enxaguar bem os fios antes de aplicar o xampu e reaplicar se for necessário. Além do sabonete de limpeza, também a água micelar deve ser usada, seguida de uma máscara facial de limpeza para retirar o restante das impurezas e da oleosidade.

Como recuperar a pele para o próximo dia de Carnaval?
É importante beber bastante água para reidratar a pele. Uma boa dica para devolver a saúde e o viço à pele é apostar nas máscaras hidratantes, com resultado imediato, mas sempre recomendados por seu dermatologista.

Ao final da temporada carnavalesca, o que fazer para desintoxicar e recuperar a pele maltratada?
Aposte num detox da pele, com uso de compressas geladas, que ajudam a diminuir a aparência cansada da região dos olhos. Afinal, além das festas e blocos, a falta de sono durante o Carnaval piora o estado da pele provocando olheiras e bolsas. Compressas frias ajudam a diminuir esta vasodilatação ao redor dos olhos, melhorando a cor escura e o inchaço. Para complementar aposte em cosméticos para a área dos olhos à base de cafeína. Peelings leves como o de ácido retinóico ou glicólico, também são ideais para promover uma renovação das células do rosto.